Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

sábado, 31 de março de 2012

Eu acho que eles estão procurando cabelo em sapo...


O golpe, a ditadura e a direita brasileira


O golpe e a ditadura foram a desembocadura natural da direita brasileira – partidos e órgãos da mídia, além de entidades empresariais e religiosas. A direita brasileira aderiu, em bloco, ao campo norteamericano durante a guerra fria, adotando a visão de que o conflito central no mundo se dava entre “democracia”(a liberal, naturalmente) e o comunismo (sob a categoria geral de “totalitarismo”, para tentar fazer com que aparecesse como da mesma família do nazismo e do fascismo).

Com esse arsenal, se diabolizava todo o campo popular: as políticas de desenvolvimento econômico, de distribuição de renda (centradas nos aumentos do salário mínimo), de reforma agrária, de limitação do envio dos lucros das grandes empresas transnacionais para o exterior, como políticas “comunizantes”, que atentavam contra “ a liberdade”, juntando liberdades individuais com as liberdades das empresas para fazer circular seus capitais como bem entendessem.

A direita brasileira nunca – até hoje – se refez da derrota sofrida com a vitória de Getúlio em 1930, com a construção do Estado nacional, o projeto de desenvolvimento econômico com distribuição de renda, o fortalecimento do movimento sindical e da ideologia nacional e popular que acompanhou essas iniciativas. Foi uma direita sempre anti-getulista, anti-estatal, anti-sindical, anti-nacional e anti-popular.

Getúlio era o seu diabo – assim como agora Lula ocupa esse papel -, quem representava a derrota da burguesia paulista, da economia exportadora, das oligarquias que haviam governado o país excluindo o povo durante décadas. A direita foi golpista desde 1930, começando pelo movimento – chamado por Lula de golpista, de contrarrevolução – de 1932, que até hoje norteia a direita paulista, com seu racismo, seu separatismo, seu sentimento profundamente antipopular.

A direita caracterizou-se pelo chamado aos quarteis quando perdiam eleições -e perderam sempre, em 1945, em 1950, em 1955, ganharam e perderam com o Jânio em 1960 – pedindo para “salvar a democracia”, intervindo militarmente com golpes. Seu ídolo era o golpista Carlos Lacerda. Esse era o tom da mídia –Globo, Folha, Estadão, etc., etc.

Era normal então que a direita apoiasse, de forma totalmente unificada, o golpe militar. Vale a pena dar uma olhada no tom dos editoriais e da cobertura desses órgãos no período prévio ao golpe a forma como saudaram a vitória dos militares. Cantavam tudo como um “movimento democrático”, que resgatava a liberdade contra as ameaças do “comunismo” e da “subversão”.

Aplaudiram as intervenções nos sindicatos, nas entidades estudantis, no Parlamento, no Judiciário, foram coniventes com as versões mentirosas da ditadura e seus órgãos repressivos sobre como se davam as mortes dos militantes da resistência democrática.

Por isso a cada primeiro de abril a mídia não tem coragem de recordar suas manchetes, seus editoriais, sua participação na campanha que desembocou no golpe. Porque esse mesmo espírito segue orientando a direita brasileira – e seus órgãos da mídia -, quando veem que a massa do povo apoia o governo (O desespero da UDN chegou a levar que ela propusesse o voto qualitativo, em que o voto de um engenheiro valesse muito mais do que o voto de um operário.). Desenvolvem a tese de que os direitos sociais reconhecidos pelo governo são formas de “comprar” a consciência do povo com “migalhas”.

Prega a ruptura democrática, quando se dá conta que as forças progressistas têm maioria no país. Não elegem presidentes do Brasil desde 1998, isto é, há 14 anos e tem pouca esperança de que possam vir a eleger seus candidatos no futuro. Por isso buscam enfraquecer o Estado, o governo, as forças do campo popular, a ideologia nacional, democrática e popular.

É uma direita herdeira e viúva de Washington Luis (e do seu continuador FHC, ambos cariocas de nascimento adotados pela burguesia paulista) e inimiga feroz do Getúlio e do Lula. (Como recordou Lula em São Paulo não ha nenhum espaço público importante com o nome do maior estadista brasileiro do século passado, o Getúlio, e tantos lugares importantes com o nome do Washington Luis e do 9 de julho).

É uma direita golpista, elitista, racista, que assume a continuidade da velha república, de 1932, do golpe de 1964 e do neoliberalismo de FHC.

Emir Sader

"Email" recebido do Etim Menezes ou Eliton Meneses

ATENDIMENTO COELCE - Telemarketing - Eita....

quarta-feira, 28 de março de 2012

domingo, 25 de março de 2012

Colhendo trigo, de excelência por sinal


Prezado Manuel de Jesus,
Paz e Bem,

Como me faz bem ler os textos analíticos, com o toque de humor que só o Manepa sabe fazer com irreverência e abalizadas referências.  Os inerentes ao “Dia de São José” e ao passamento do grande humorista brasileiro Chico Anysio de tão expressivos, para mim, são obras antológicas.
Espero que você, nobre escriba, não venha, outra vez, considerar minhas palavras como elogios aveludados. Estas são sinceras, pertinentes e reconhecedoras do seu brilhante talento, de sua calorosa verve e de sua escorreita escrita (“Cum Cura Scribere”, como nos ensinou o Mestre Manepa, royalties para a Academia de Letras de Sete Lagoas, em Minas Gerais).
Saiba você, também, que suas crônicas são prosas de estilo refinado e de agradável humor, porque elas trazem a marca de sua inteligência e o pendor para o dito faceto que lhe é peculiar. Muitos buscam os títulos de críticos e de humoristas, porém não são possuidores nem do talento necessário, nem da linguagem hilariante, que dão o cunho sadio e grave a pronúncia nos dois casos.
Caro escriba, no ensejo, em respeito a sua convicção doutrinária, estou enviando-lhe uma foto de um selo lançado pelo Correio Nacional, encontrado na internet. Portanto não tenho na minha coleção de relapso filatelista. Trata-se da homenagem ao 1º Centenário da Codificação do Espiritismo – 1957. Talvez, você já o conheça.
Na oportunidade, destaco que, nas p. 538-540 do livro História de Coreaú (1702 – 2002), pode ser encontrada a biografia do coreauense Francisco Prado, detentor de ligações íntimas com o espiritismo cearense de sua época, fato referido na obra de Luciano Klein Filho, Memórias do Espiritismo no Ceará, lançada em 2000.

Fortaleza, 24 de março de 2012, às 11h22min.
Leonardo Pildas

quinta-feira, 22 de março de 2012

Psiu!

<iframe width="420" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/xOU8MDPEcWo" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Speak Softly Love

http://www.youtube.com/watch?v=xOU8MDPEcWo&feature=fvst

segunda-feira, 19 de março de 2012

VENDI OS BOIS - OS INCRIVEIS 1969


Li e vi no blogue do professor Romildo Moura:


(…)

AMANHÃ PARALISAREMOS NOSSAS ATIVIDADES



(…)

Pois bem: “-Arre Égua!

Pois bem 2: -Assim não pode! Assim não dá!

Pois bem 3: -E se eu quiser falar mal de algum político “bom”, “honesto”, “cheio de escrúpulos”, “ético”, “”comprometido com as dores do povo”?

Pois bem 4: Como vou fazer? Como vou massagear minhas digitais que coçam feito pé de agricultor com frieiras?

Pois bem 5: Em assim sendo, eu, Presidente em exércicio do “Clube Civil dos Pijama Mal Lavados de Jambom”, altero por todo o dia de amanhã o seguinte:



TÍTULO II
Dos Direitos e Garantias Fundamentais
CAPÍTULO I

DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

Art. 5º Todos são desiguais perante a lei, com distinção de toda e qualquer natureza, principalmente politico e idológica, retirando-se todas as garantias aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País, a inviolabilidade do lar, do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IV - é proibida a manifestação do pensamento, e em caso de o cabra vir a pensar tem que mostrar-se por inteiro para devida punição.

VIII – todos sem excessão serão privado de direitos por motivo de crença e de convicção filosófica e principalmente política, salvo se as invocar para elogiar, babar, ou puxar o saco (sem espremer muito é claro por que assim irá doer) do rei.

IX – estará proibida a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, sendo permitido apenas palavras alienadoras e que apoiem o estado atual de coisas.


Jambom 19 de março do ano 2312 da era anti ética.


______________________________________________
MANUEL MANEPA SUCUPIRA DE JAMBOM DA SILVA SILVEIRA
Presidente desonohífico da Republiqueta de Jambom


Tenho dito... E sempre!!! - E não adianta discutir.




domingo, 18 de março de 2012

Roberta Miranda Meu Dengo.wmv

Dezenove de março. E aí gente, vamos roubar São José?

-Se entregastes profano fariseu! Agora lho peguei de calças curtas. Confessastes! Logo você que tanto prima pela honra, pela ética, pelo escrúpulo, que tanto critica os políticos corruptos, que tanto critica o eleitor que se vende, que tenta passar para todos a imagem de homem imaculado! -Viu pessoal? Pelo título de sua crônica não deixei que ele escrevesse nem mais um pingo de “í”. Pegamos o tal aspirante a escriba mor desta demo sucupirana tribuna convocando o povo a furtar. E o que é pior! Ele não deseja furtar nada material aqui desta terra, não é um roubinho qualquer não. Este é ladrão e dos perigosos. Quer roubar logo quem? São José, o nosso padroeiro... Isso é uma cria de Osama... Só pode ser... Não deem ouvidos a este fariseu... Não leiam mais uma palavra sequer escrita por ele... Tomem ciência do alto grau de periculosidade deste monstrengo que durante tanto tempo enganou a todos aqui, menos eu é claro que sempre o tratei com descrença e desconfiança... Quer agora aproveitar o momento de festa amanhã e a descontração do festejado para roubá-lo. Isso por si só já é motivo para o queimarmos na fogueira, depois de um processo rápido já que a confissão esta assinada pelo mesmo no título desta pauta...

-Calma amado, estimado, idolatrado, e tantos outros ….ados leitor destas mal traçadas linhas... tenha calma...
-Calma uma ova, seu filho duma ég...
-Não coloque mãezinha cheia reumatismos no meio de nossas desavenças, por favor...
-Não tem conversa... Amanhã mesmo, amanhã não que amanhã cedinho irei rezar para São José, mas “adispois” de amanhã vou ver se mando prender-lhe... Onde já se viu? Vir aqui convocar o povo a roubar um santo...
-Me deixe pelo menos falar...
-Deixo não...
-Deixe...
-Deixo não....
-Deixe...
-Deixo não...
-Deixe...
-Cale-se, cale-se, cale-se, você me deixa louco...
-Então deixe eu iniciar minha crônica por favor?
-Só vou deixar para que suas mal traçadas linhas sirvam de mais provas contra você mesmo... Mas prometo que não vou ler nem tomar conhecimento de plano tão tenebroso... Diga lá:

Pois bem: -Dizer-lho-ei agorinha mesmo meu plano, para que roubemos São José...

Pois bem2: É que o inverno anda meio devagarinho, chovendo pouco e a crença do sertanejo diz que devemos ir na casa de um vizinho e roubar a imagem de São José para que ele faça chover...

Pois bem 3: Como no sertão em quase toda casa tem um, fica facim, facim. As comadres vão lá fazer uma visita e enquanto a dona da casa passa um cafezinho alguém vá lá na camarinha e pá! Pega escondido o santo...

Pois bem 4: Isso não é nada demais. Aí São José manda um invernaço e quando for em julho depois de longa colheita a gente chama toda a vizinhança e prepara uma bonita procissão para devolver o santo à sua verdadeira residência.

Pois bem 5: Isso é bem antigo amado leitor, e não precisava me ofender tando assim...

Pois bem 6: E nas procissões lá pelo mês de julho a gente ia “detardezinha”, com as velhas na frente cantando e rezando e a juventude atrás namorando as meninas.... Ôh coisa boa...

-Vejam que herege? Nem nos momentos sagrado ele esquece “daquilo”
-Mas sou honesto.!
-Honesto uma ova.... Esta “historiazinha” não me convenceu... Em todo caso pessoal, é bom que todos fiquem de alerta... Qualquer coisa de maior gravidade que aconteça amanhã já temos um suspeito confesso.

Pois bem 7: O amado, estimado, idolatrado e tantos outros ….ados leitor destas mal traçadas linhas deveria ficar mais ligado às coisa populares e não às coisas dos populares...

Tenho dito.... E sempre!!!

Para reflexão... Se é que os que precisam refletir sobre algo leem esta tribuna.

Já se passaram quase uma década e pouco mudou na cabeça deste eleitorado que critica, criticia e critica mas continua vendendo suas  consciência para os caras pálidas.





sábado, 17 de março de 2012

A Farsa do Homem na Lua

Pombo Correio


Primeira epístola de Manepa aos eleitores abestados, corruptos e que estão pensando em vender o voto nas próximas eleições.

E por que em Jambom a fogueira eleitoral começou a arder e a fumaça já sobe aos ares deixando muita gente “sabida” em alvoroço e uns outros de olhos lacrimejantes, (Ó Têmis, por que não abre teus olhos?) estou a escrever a vocês que outrora sulfragaram no fracasso, no caos, na mentira, na injúria, na vaidade, na incompetencia, na ganancia, na falta de ética, na falta de escrupúlos e em tantos outras coisas inapropriadas para gerir os recursos públicos e consequentemente a vida de vocês, vou lhos alertar para os cuidados que devereis tomar quando de assalto seus lares forem tomados por figuras impolutas de todas as cores e portes, caras e sorrisos dos mais variados, mas com um só objetivo. Furtar-lhes o direito de exercer sua cidadania em plena liberdade.

Já dizia Dolores Del Rio, “Se uma mulher tem brilho nos olhos, nenhum homem irá reparar se ela tem rugas em volta deles.”

É como estão chegando em vossas casas políticos de grupos A, B, C, D, E, F, G, H, …...........X, Y, com aquela cara familiar, cheios de graças e conversa boa, no entanto deixando vós todos abobalhados feitos os indíos brasileiros quando por aqui aportaram as caravelas de Cabral. Trocaram tudo que de valor tinham por espelhos e fitas. E ficaram fud%d#s até hoje.

-E políticos do grupo Z, o amigo escriba não citou porquê? Tá aliados deles profano fariseu?
-Não amado, estimado, idolatrado e tandos outros ….ados leitor destas mal traçadas linhas.... É que a Zebra ainda não é candidado a nada na terra do pai de Iracema. Só Isso.

Aristóteles, o grande fílósofo tambem falou algo muito interessante. Tão interessante que a pilantragem política agiu de forma que a vida do povo se transformou em regra naquilo que ele falou milênios atras. "Para nos mantermos bem é necessário comer pouco e trabalhar muito."

-Mas muito cuidado com isso. O filósofo quis apenas dizer que a gente deve comer apenas o suficiente para viver, e não ser um comilão que apenas vive para comer. Foi isso a ideia do filósofo.

Então moçada que possui aquele documentinho, (seria documento mesmo? Só se usa o mesmo de dois em dois anos e nem possui identificação) verde e que a maioria adora exibir para políticos e seus apaniguados, tenham muito cuidado. A grande maioria deles são lobos feroses e vorases... Aquela branca lã que os cobre foi adquirida ao custo da ignorância de muito de vós, às custas de muitas mortes nos hospitais sucateados, escolas abandonadas, estradas esburacadas, recursos desviados e por aí vai. Assim é fácil fazer um bom disfarce. Tenham cuidado!!! Abram o olho...

Tenho dito... E sempre!!!




Cidadania difícil de ser exercida


Sou leitor assíduo do Alamar Régis de Carvalho faz um tempão. Seus e-mails longos nos convida a desistir de ler. No entanto eu insisto e com isso aprendo sempre mais um pouquinho. Pode ser dividido em alguns posts por assunto no então mantendo-se a ordem do texto será possível entendê-lo:

Dicas Tecnológicas
A péssima qualidade da telefonia brasileira
As pessoas ficam sem saber o que fazer

ATENÇÃO PARA ESTE EMAIL: Você que usa telefone, fixo ou celular, precisa saber como as coisas acontecem, para perceber o quanto é enganado, explorado e até roubado.
Quero passar mais uma orientação àqueles que não são leitores do meu livro “Tecnologia e seus macetes”, já que tem muito brasileiro sendo enganado pela pouca vergonha das companhias telefônicas, que praticam uma grande safadeza, sem que a ANATEL e o Ministério das Comunicações tomem qualquer providência.
As pessoas estão convivendo com essa deficiência e absurda falta de qualidade, mas ficam sem saber o que fazer e sem saber como protestar, porque não conhecem o elemento básico que está causando isto e, por este motivo, ficam até achando que a culpa está nelas mesmas ou no seu aparelho, quando a realidade é outra.
É preciso que todas as pessoas fiquem sabendo o que de fato acontece, para poder tomar as suas providências junto ao PROCON, ao Juizado Especial e até ao Ministério Público, e eu quero, mais uma vez, explicar um pouco, dentro do que sei.

Entenda o que é banda
Em comunicação existe uma coisa chamada “banda”, que é um espaço onde a comunicação trafega, assim como os tubos por onde trafega a água nas nossas casas. Quero dar vários exemplos para você entender bem o que significa isto.
Se você entra no Youtube, por exemplo, para assistir um vídeo qualquer, pode optar pelo nível de qualidade que quer assistir.
Tem um botãozinho lá onde você pode mudar a qualidade. Geralmente começa com 240p, 360p, 480p, 720p e até 1080p. As opções de 720p e 1080p são qualidades HD e você só consegue ver se a sua internet for muito boa, ou seja, se tiver uma banda boa, que seria uma banda larga de verdade. A de 240p é a de mais baixa qualidade.
A maioria das pessoas não consegue assistir nem a 360p ou, quando tenta assistir, a imagem fica travando o tempo todo. É sinal que a internet não é boa.
Pronto. O primeiro entendimento do que seja banda está aí. A internet vagabunda tem uma banda muito estreita, embora os estelionatários da comunicação brasileira chamam isto de banda larga.
Habituou-se a chamar qualquer internet que fica ligada 24 horas de “banda larga”, quando na realidade não é. Na verdade é uma banda, mas não banda larga.
Quando uma empresa provedora de internet lhe vende uma “banda” de 1 mega, essa banda teria obrigação de lhe permitir assistir a um vídeo com qualidade, todavia isto não acontece, porque a canalhice do comércio de internet no Brasil se obriga e lhe oferecer apenas 10% (dez por cento) daquilo que você contrata, e, o que é pior, o governo sabe disto, a ANATEL sabe disto, o Ministério das Comunicações sabe disto, o Deputado Federal que você votou sabe disto, mas ninguém fala nada e todo mundo permite tudo.
Em vez de 1 mega, você terá apenas 100kbps e, por isto, convive com essa lentidão absurda, sem saber o que está acontecendo, mas fica obrigado a pagar como se fosse 1 mega.
É como se você fosse comprar um quilo de feijão num supermercado, teria que pagar no caixa o valor de um quilo, mas levaria para casa apenas 100 gramas.
Aí, quando você resolve reclamar para o provedor, a atendente do outro lado começa a argumentar:
- “Sinto muito, meu senhor, mas a nossa velocidade está dentro dos padrões, não temos ninguém reclamando sobre isto e o problema está aí no seu computador”.
Eles sempre fazem de tudo para fazer o usuário entender que ele é um imbecil, que é o seu computador que não presta, que é ele que não sabe usar a internet, enfim, o faz de palhaço.
Já que as pessoas não entendem nada do assunto, ficam achando que o problema está com elas mesmo, se calam, não falam mais nada, continuam pagando, pagando, pagando e seja o que Deus quiser.
É exatamente nesta falta de conhecimento tecnológico das pessoas que a canalhice se apóia.

Por que eles fazem isto?
Porque a cultura da empresa brasileira é a de apenas faturar e não investir nada, a favor do seu usuário, ou, se investir, investir o mínimo possível. Eles sabem que o brasileiro é preguiçoso, para se informar, que ele não se interessa em procurar ter conhecimento de tecnologia e que adquirir um livro de tecnologia é algo que não tem relevância nenhuma, por isto se aproveitam.
Apenas pra você formar uma idéia por alto, a empresa de internet, se tivesse 100 usuários, por exemplo, cada um com direito a 1024 kbytes, que seria esse 1 Mega que ela diz lhe vender, deveria, por obrigação, ter pelo menos 100 Megabytes, que é o produto de 100 x 1000. Mas, já que são descarados, disponibilizam apenas 10 mega, pra ficar mais barato para elas, e o usuário que se dane.
É mais ou menos como se precisássemos colocar um tubo de uma polegada para água, numa obra, e colocássemos apenas um de meia polegada, como se precisássemos colocar fios grossos para a instalação elétrica do nosso chuveiro e, por economia, usássemos fio fino, o que causaria problemas, inclusive de segurança. É como um colégio que tem uma sala de aula que comporta só uns 15 a 20 alunos, confortavelmente, mas resolve colocar 50 a 60 alunos no mesmo espaço.
Imagine um elevador cuja capacidade é para apenas quatro pessoas, mas insiste em colocar oito. Um barco que comporta apenas 40 passageiros, mas insiste em colocar 100. E por aí vai.

A idéia da banda é esta.
A empresa de internet, para atender ao número de clientes que tem, deveria contratar uma banda de um determinado tamanho, mas, para gastar pouco, contrata uma que é dez vezes menor.
A mesma coisa acontece com as companhias de telefone.

A telefonia antiga e a atual
Dizem que a privatização da telefonia brasileira veio para melhorar o serviço, para acompanhar o avanço tecnológico e para permitir que mais pessoas tivessem telefones.
De fato, tecnologicamente a qualidade da telefonia digital é incomparavelmente melhor que a velha tecnologia analógica, mas isto só poderia acontecer se as companhias telefônicas fossem honestas e oferecessem, de fato, bandas com qualidades o mínimo suficientes para atender a uma qualidade aceitável.
Mas, infelizmente, não é o que acontece. A comunicação telefônica atual está pior que a antiga analógica que o Brasil dispunha.
Nos tempos passados, quando você ligava para alguém, o telefone do outro lado só não chamava se ele tivesse, de fato, ocupado, ou seja, com alguém utilizando a linha. Se tivesse desocupado, sempre chamava.
Havia problemas, sim, de chiados nas ligações, mas isto quando existia problema na rede, água de chuva que entrava nos dutos por onde seguiam os cabos ou em fios descascados ou mal emendados dentro das nossas casas. Havia problemas também quando a gente tinha um aparelho vagabundo.
Era impossível você pegar um telefone, discar para outro que estava ao seu lado, desocupado, e a ligação dar sinal de ocupado. Isto não acontecia nunca.
Hoje é uma vergonha. Você liga do seu telefone fixo para o seu celular, que está ao seu lado, desocupado, e vem uma mensagem dizendo que aquele telefone está fora de área, que está em caixa de mensagem ou que está programado para não receber ligações.
E ainda vem o outro roubo que pouca gente percebe, que é o tal do “Deixe o seu recado”.
Esse “deixe o seu recado” aí, é uma forma deles meterem a mão, porque a maioria das vezes é tarifado.
Isto é uma vergonha, isto é uma indecência e o país precisa protestar contra.

A safadeza das companhias telefônicas
Estamos aí convivendo com uma avalanche gigantesca de propagandas das operadoras em tudo quanto é veículo de comunicação, televisão, rádio, revistas, jornais, cartazes, out doors, luminosos, camisas de times de futebol, placas em estádios de futebol, lojas diversas e quiosques espalhados por tudo quanto é canto dos shopping centers, enfim, em tudo quanto é buraco a gente vê propaganda da TIM, VIVO, CLARO, OI, TELEFÔNICA, NEXTEL...
O investimento em publicidade é gigantesco, em detrimento do investimento em equipamentos e recursos necessários para a prestação de um serviço decente.
Se metade dos milhões investidos em propaganda fossem aplicados em infra estrutura, com certeza a qualidade seria muito melhor.

A guerra promocional
Estamos vendo, também, a guerra por clientes entre as operadoras.
“Ligue gratuitamente de X para X.”
“Ligue DDD para todo o Brasil, para a nossa operadora, pague apenas 50 centavos e fale a vontade.”
“Fale por dez minutos para qualquer fixo, e pague apenas 21 centavos.”
E por aí vai.
Meus amigos. Não há milagre, banda de comunicação custa dinheiro e tem que ser pago. Quando uma operadora lança uma “promoção”, que faz com que milhares ou milhões de pessoas liguem ao mesmo tempo, porque está “barato”, ocorre automaticamente o que chamamos de congestionamento de banda e as ligações ficam uma porcaria, ninguém entende o que o outro está dizendo do outro lado, as ligações não se completam, ouvimos sempre as tais mensagens de “telefone fora de área”, quando o telefone não está fora de área, “este telefone está programado para não receber ligações”, quando o telefone não está programado para isto, etc. etc. etc.

Por que isto acontece?
Porque a banda de uma grande cidade está dimensionada, por exemplo, para suportar 50 mil pessoas falando ao mesmo tempo e em determinados momentos tem mais de 500 mil pessoas tentando falar, por causa das tais “promoções”.
No entanto, as contas não param de chegar aos finais dos meses, cada vez mais salgadas e muitas vezes cobrando ligações que não fizemos.
É uma vergonha o que está acontecendo. A qualidade da telefonia, que deveria ser uma qualidade digital, está pior que a dos telefones analógicos de épocas passadas. Inúmeras são as pessoas que tentam fazer uma ligação e não conseguem, mas ficam achando que aquilo só está acontecendo com elas, com o telefone delas e por culpa delas.
O brasileiro se acostumou tanto com porcaria que está criando o hábito de conviver com essa porcaria, achando que isto é o normal.
Muita coisa ficou muito pior no Brasil, a geração atual não percebe e até aqueles que conviveram com a melhor qualidade do passado não falam nada.
Para quem costuma viajar de avião, por exemplo, compare o serviço de bordo dos vôos atuais com os que existiam no tempo da VARIG, da TRANSBRASIL e da VASP, antes dela cair nas mãos desse grupo pilantra que a fez falir. É uma porcaria, nos dias de hoje. Aquele saquinho de amendoim ou barrinha de cereal com um copo de refrigerante chega a ser ridículo.
Quem viveu épocas passadas, compare a qualidade e a durabilidade das geladeiras Gelomatic e Frigidaire com as porcarias que são feitas hoje, apenas bonitas na casca. Quando eu me formei, na Aeronáutica, aos 19 anos, fui morar com colegas em Belém e compramos uma geladeira Frigidaire vermelha na Y Yamada. Trinta anos depois ela estava gelando, do mesmo jeito, na casa da
família do meu amigo Jacinto Brito, a quem eu a dei de presente.

Muita coisa piorou no Brasil e a telefonia foi nesta onda.
Está horrível a telefonia, nos dias atuais.
Existem mais de 230 milhões de linhas telefônicas, todas dando muito dinheiro para as operadoras, que não estão nem aí para qualidade, porque o objetivo é apenas faturar, faturar e faturar.
Veja agora algumas malandragens
A operadora “A” oferece uma promoção que diz que você paga 35 reais, mensal, e tem as seguintes vantagens:
Se ligar para outro telefone dela, vai pagar apenas 0,21 centavos e poderá falar a vontade por 10 minutos. Se ligar para um fixo qualquer vai pagar 0,50 e falar a vontade por 30 minutos.
Agora, veja só onde está a malandragem:
Na cabeça do usuário, imagina-se que, se dez minutos de conversação vai custar 0,21 centavos, obviamente se precisar falar por 20 minutos, por exemplo, seria 0,44 centavos, não é verdade?
Mas não é nada disto e aí é que está o perigo.
Quando você ultrapassa os dez minutos, já que ninguém costuma ficar cronometrando ligação de telefone, aí começa uma tarifação que é acima de 1,50 cada minuto, o que quer dizer que, se você falar por 20 minutos irá pagar os 0,21 centavos e mais 15 reais, só por aquela ligação!
Só que, quando vendem, eles nunca falam isto para o consumidor. Eu só sei disto, porque conheço telefonia e, recentemente, perguntei para o vendedor como ficaria a situação, quando a ligação passa dos dez minutos, ele fingiu que não sabia a informação, chamou o gerente, que demorou para atender, tentou desconversar, mudou de assunto, me perguntou se eu tinha mais alguma dúvida e se estava tudo correto, e eu disse que não, que eu estava esperando pelo gerente, para me dar a informação que eu pedi. Ele chegou a dizer “Meu senhor, eu tenho vários clientes para atender”, quando eu disse que ele poderia atender, sim, mas depois que acabar de me atender.
É assim que o brasileiro deve agir, sem se deixar intimidar e constranger.
Eles investem nas possíveis “falhas psicológicas” das pessoas.
Que diabo de falha psicológica é este que o Alamar tá falando?
Eu apenas estou dando este nome.
Trata-se da distração das pessoas, quando estão falando com alguém ao telefone. Ninguém se preocupa quase com o tempo do telefonema, e vai falando, falando, falando enquanto o assunto está interessante e tem coisa para ser dita e nisso o tempo vai passando.
O ideal seria a pessoa ficar olhando para um cronômetro e, quando chegar os dez minutos, desligar o telefone e fazer outra ligação de mais dez minutos para continuar a conversa, só que na realidade ninguém faz isto.

Deixe o seu recado
Você percebeu que aquelas mensagens do “deixe o seu recado”, geralmente é falado bem rápido?
Pois é, aquilo ali é outra safadeza, para você não prestar atenção na mensagem e ficar ainda com o telefone ligado por alguns segundos, quando então o recado, mesmo não deixado, é tarifado.
Todo cuidado é pouco.
Se a ANATEL tivesse o mínimo de vergonha na cara, ela obrigaria as telefônicas e colocarem a opção de discar 1 ou discar qualquer coisa, caso a pessoa queira mesmo deixar o recado, para ser tarifado, e não deixar a tarifação ocorrer automaticamente como de fato ocorre.
Quando você precisa reclamar

Aqui está outra safadeza, que irrita muita gente.
Toda operadora tem um determinado número que eles disponibilizam para você ligar, em caso de reclamação ou para comprar um serviço seu.
Nunca tem uma pessoa, um ser humano, para lhe atender inicialmente, porque você cai numa URA (Unidade de Resposta Audível, que é o nome técnico disto)., que é aquilo que lhe dá as diversas opções:
“Para falar para isto, digite 1; para falar para aquilo, digite 2; para falar para aquilo outro, digite 3...”
Enche a sua paciência. Muitas vezes não tem a opção daquilo que você realmente quer tratar e você fica sem saber o que fazer.
A semvergonhice consiste no seguinte:
Se a sua opção for para COMPRAR ALGUM PRODUTO DELES, aí o atendimento será rápido e eficiente, aparecerá logo um ser humano para conversar contigo
Mas se você teclar em alguma coisa que seja reclamar sobre a sua conta, reclamar por problemas técnicos, fazer qualquer tipo de reclamação ou cancelar alguma coisa, com certeza eles enrolam ao extremo. Quando você consegue falar com algum operador, ele leva um tempão ao telefone, passa para outro setor, diz que vai consultar isto e consultar aquilo, pede mais uma vez o seu CPF e só falta lhe pedir exame de fezes e atestado de óbito.
Invariavelmente diz que o sistema está lento ou lhe pede, descaradamente, que ligue depois, que o sistema saiu do ar.É mentira, o sistema não está lento coisa nenhuma e muito menos saiu do ar. A informatização de uma operadora de telefonia que é usado para cancelar um serviço ou registrar uma reclamação é exatamente o mesmo que eles usam para fazer uma venda, mas que nunca sai do ar.

O que eu sugiro.
Quando você tiver que fazer alguma reclamação ou pedido de cancelamento de serviço em qualquer operadora de telefone, evite fazer isto por telefone, porque com certeza você vai perder tempo, vai ter dor de cabeça, vai ter que ligar várias vezes e não vai valer a pena o desgaste.
Elabore um pedido por escrito, assine, e mande pelo correio com AVISO DE RECEBIMENTO, deixando bem claro o prazo que você quer que o problema seja resolvido, sob pena de recorrer ao PROCON ou entrar no Juizado de Pequenas Causas, caso a situação necessite disto.
Eles geralmente ficam com medo porque, com esse tipo de documento, você tem amparo jurídico, o que não tem quando fala apenas por telefone, apesar deles dizerem que a sua ligação está sendo gravada “para a sua segurança”, quando na realidade não é para a sua segurança e sim para a segurança deles.
Outro detalhe: As companhias telefônicas não deixam os seus endereços nos sites e nem nas contas, com raras exceções, exatamente para o usuário não saber para onde deve postar o comunicado. Nesse caso, já que todas elas tem endereços de lojas na sua cidade, procure pelo endereço de uma loja delas e mande a comunicação para lá, que tem amparo jurídico, já que eles são obrigados a encaminharem a sua correspondência para o setor competente.
Não vá querer mandar carta para quiosques de shopping Center, porque eles não são considerados lojas da própria operadora e sim apenas revendedores de ships e aparelhos. Identifique a própria loja.

Se não resolverem o problema
Não se limite a apenas comunicar ao PROCON, posto que ele é um órgão público fraco, incompetente, que não tem força nenhuma em relação a grandes empresas, só servindo para pressionar botecos e pequenos empresários. Dê queixa lá, sim, mas entre com ação no Juizado Especial do Cível, mais conhecido como “Pequenas Causas” (não precisa nem advogado), e, se você se sentir prejudicado, peça ao Juiz indenização de 20 salários mínimos, que é o máximo que você pode pedir, quando entra sem advogado (quando entra com um advogado, pode pedir até 40 salários mínimos), e, outra coisa: Não aceite acordo quando os advogados deles pedirem, deixe ir em frente, porque eles precisam tomar vergonha na cara. Apesar da matéria grande, eu teria ainda muitas coisas mais a escrever, porque muitas são as safadezas e a disposição dessas empresas fazerem o usuário de idiota, mas o e-mail termina ficando grande demais e muita gente é preguiçosa para ler. Por causa disto é importante que todo mundo fique bem informado e entre em ação, sem se intimidar.


Contatos
Alamar Régis Carvalho
Analista de sistemas, escritor e AINSF Dinastia
alamarregis@redevisao.net
www.alamarregis.com
www.site707.com
www.redevisao.net