Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Bê a Bá na política jambonense

Segundo informações colhidas com correspondentes da agência de notícia  "Esquina da Fofoca Express"  e "Esquina do Barulho Now" os cardeais da política jambonense arrematam nos bastidores alianças que se por um lado desagradam a metade por outro deixa a outra metade satisfeitíssima. Fazer o quê né? Nem Jesus agradou a todos... Os rumores dão conta que o grupo B alinhava acordo para se juntar ao grupo A. Se este resultado se concretizar uma coisa estará resolvida. Falo da educação. Segundo minha querida "rórró" a philósofa matuta que desenhava o nome nos quinze de novembro de outrora, B com A, bê a bá.  Em assim  sendo talvez daqui a uns oito anos o eleitorado esteja pelo menos sabendo votar.

Tenho dito... E sempre!!!

O que incomoda Gilmar Mendes

a amizade com Demóstenes ou com Perillo?
As intempestivas manifestações de açodamento do Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes causam estranheza no mundo político e jurídico.


Não é de se esperar que um ministro de uma Corte Suprema seja dado a entrevistas e a esboçar pontos de vista. O STF é o que o nome diz: Supremo, portanto, seus pares devem ser módicos no falar, pois o que dizem ecoa por todo o Judiciário. A um juiz – e principalmente um juiz supremo -, não é facultada verborragia. O que ele diz tem consequência. Recomenda-se a moderação a um julgador.


Nos Estados Unidos os ministros da Corte Suprema são, na sua maioria, ideologicamente ligados a um dos partidos do establishment. Ou são Democratas, como o presidente Barak Obama, ou são Republicanos, como o ex-presidente George W. Bush. Nem por isto se veem ministros saracoteando de redação em redação, de estúdio em estúdio a opinar sobre a vida política dos EUA.


Do magistrado, seja de primeira instância ou do STF o que se almeja é conhecimento, respeito e obediência às Leis. O conceito de Justiça é muito mais amplo que o de Ideologia. O cidadão – seja ele de esquerda, direita ou centro -, quando vai a julgamento espera que seu julgador seja, antes de tudo, justo, que se atenha aos autos do processo. Espera que o magistrado se atenha ao devido processo legal.
Há aqueles que querem fazer crer que a Justiça possa ser pautada pelos humores da massa como se fossem os juízes similares ao apresentador Pedro Bial, que conduz o Big Brother Brasil. A torcida destes setores mais inconsequentes da política e da mídia é para que os ministros do Supremo julguem o Mensalão tal qual  ocorre no mencionado reality show.


Talvez não tenha sido boa a ideia de transmissão ao vivo das sessões do STF pela TV Justiça. A Corte Suprema perdeu a circunstância, a solenidade e a liturgia que deve ter, a exemplo de seus pares do Norte. Registre-se que nem fotos são disparadas nos julgamentos nos EUA, não são permitidas transmissões de radio ou TV. Sobre a transmissão dos julgamentos no Brasil, iniciados em 2002, fica alerta do ex-ministro Eros Graus, em entrevista do Conjur: ““essa prática de televisionar as sessões é injustificável”, uma vez que “tem que se dar publicidade à decisão, não ao debate que pode ser envenenado de quando em quando. Acaba se transformando numa sessão de exibicionismo”. (Matéria: A publicidade das sessões da Suprema Corte - http://migre.me/9iABR )


Voltemos ao episódio envolvendo o ministro Gilmar Mendes, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro Nelson Jobim. Considerando-se tudo que foi citado neste artigo, volta a estranheza, do porquê, um mês depois do encontro, o Meritíssimo disparou crítica ao ex-mandatário do país.


1 – A reunião ocorreu no dia 26 de abril, no escritório de Nelson Jobim. Porquê, passados mais de 30 dias, Mendes trouxe o assunto a baila?


2 – A motivação veio da transcrição dos grampos da Operação Monte Carlo, que mostram uma relação próxima entre o ministro e o senador Demóstenes Torres (ex-DEM)?


3 – O açodamento é por conta da revelação de uma carona no avião do contraventor Carlos Cachoeira? (http://migre.me/9iBke )


4 – Preocupa o ministro suas relações com o governador Marconi Perillo (PSDB-GO), tendo inclusive participado da colação de grau deste, ao lado de Demóstenes Torres?  (http://youtu.be/moy7zYxOihY )
O açodamento do ministro Gilmar Mendes e suas constantes aparições na mídia ameaçam desfigurar o STF e transformar a Corte Suprema do Brasil numa versão togada do Big Brother Brasil. Não é este triste destino que dele se espera. Não é o que o STF e o povo brasileiro merecem.


A presidenta Dilma Rousseff conduz o país com correção, respeito à institucionalidade e a independência dos Poderes. Sob sua batuta o país avança na consolidação da cidadania, com a sanção da Lei de Acesso à Informação e a criação da Comissão da Verdade.


Transparência, sobriedade, equilíbrio e trabalho. São estes os conceitos que contam para o Brasil neste século XXI.


Marcus Vinícius edita o www.marcusvinicius.blog.br.
 
 
Recebido e-mail  de Eliton Meneses

Já estendeu sua mão a Ele hoje? Segura na Mão de Deus" com Carmem Silva

Terceira via...

Para que busqueis algo mais amplo sobre a doutrina do consolador eis que sugiro alguns sites: Êi-los:

Federação Espírita Brasileira

http://www.febnet.org.br/site/




Espíritas Brasileiro

http://espiritasbrasileiros.blogspot.com.br/




Caminho da Luz

http://www.caminhosluz.com.br/links.asp




Momento Espítira

www.momento.com.br




Federação Espírita do Paraná


http://www.feparana.com.br/



Boa leitura


Tenho dito... E sempre!!!

Nossos pesos

Você se sente, em alguns dias, como se carregasse o peso do mundo?
Sente-se excessivamente cansado, atormentado, assoberbado de tarefas?
Talvez seja interessante refletir um pouco a respeito do que o está deixando tão exausto, quase desencantado da vida.
Conta-se que um conferencista tomou de um copo, nele despejou água e o ergueu, mostrando para a plateia.
Então, lançou a pergunta: Quanto vocês acham que pesa este copo?
As respostas variaram entre vinte e quinhentos gramas.
Bom, completou o conferencista, o peso real do copo não importa.
O que importa é por quanto tempo eu o segurarei levantado. Se o segurar por um minuto, tudo bem. Se o segurar durante um dia inteiro, precisarei de uma ambulância para me socorrer.
O peso é o mesmo, mas quanto mais o seguro, mais pesado ele ficará.
Isso quer dizer que se carregamos nossos pesos o tempo todo, mais cedo ou mais tarde não seremos mais capazes de continuar.
A carga irá se tornando cada vez mais pesada.
É preciso largar o copo, descansar um pouco, antes de segurá-lo novamente.
Temos que deixar a carga de lado, periodicamente. Isso alivia e nos torna capazes de continuar.
Portanto, antes de você voltar para casa, deixe o peso do trabalho num canto. Não o carregue para o lar.
Você poderá retomá-lo, no dia seguinte.
*   *   *
Há sabedoria nas palavras do conferencista. Por isso mesmo, o Sábio de Nazaré, há mais de dois mil anos recomendou: A cada dia basta sua própria aflição.
Equivale a dizer que devemos saber nos empenhar em algo que precisa ser feito, que exija todo nosso esforço.
Mas que, depois de um tempo, precisamos relaxar, espairecer, trocar de tarefa.
A lei trabalhista estabelece o cômputo de horas ao trabalhador. Também o dia do repouso, das férias.
Na escola, temos horários de estudo, intercalados com intervalos.
Pensemos, portanto, e comecemos a agir com sabedoria. Enquanto no trabalho, todo empenho.
Vencidas as horas de esforço mental ou físico, envolvamo-nos em outra atividade prazerosa.
Busquemos o lar e vivamos, intensamente, com nossos familiares.
Observemos o filho no berço, o outro que ensaia as primeiras letras no papel. Preocupemo-nos em saber se tudo está bem. Conversemos.
Desanuviemos o cenho, agora é o momento da família.
E não esqueçamos de momentos para a oração, para a boa música, a leitura nobre, que nos refaça a intimidade, nos descanse a alma.
Vinculemo-nos a um trabalho voluntário. Cultivemos nosso jardim. Podemos as árvores. Colhamos flores.
Despertemos mais cedo e observemos o nascer do sol. Encantemo-nos com o cair da tarde.
Em suma: vivamos cada momento com todas as nossas energias. Cada momento, sem levar conosco cargas desnecessárias.
Lembremos Jesus: A cada dia basta sua própria aflição.
 
Redação do Momento Espírita, com base no texto O copo d´água,
de autoria desconhecida.

Em 29.05.2012.
 fonte: www.momento.com.br

Generosidade

Todos podem ser generosos
 Quando tinha treze anos, Severino saiu de Olho D’água Seco, no sertão de Pernambuco, para morar com um tio na capital, Recife.
Certo dia perdeu-se na cidade grande. Sem saber ler, não conseguia encontrar o caminho de volta olhando as placas e o nome das ruas. Era como se fosse cego, diz.
Quando, afinal, achou o endereço, pediu ao tio para lhe comprar uma cartilha de alfabetização. Sozinho, aprendeu a ler e a escrever. Um ano depois, voltou ao sertão e tratou de ensinar o que sabia à irmã.
Não era muito, mas era o bastante. Depois, improvisou uma escolinha para alfabetizar outros moradores. Já tinha ensinado duzentas e trinta e uma pessoas a ler quando deixou Pernambuco, há vinte e quatro anos, por uma vida melhor em São Paulo.
Durante a viagem, ensinou mais doze conterrâneos a assinar o próprio nome.
Gosto de passar adiante tudo o que aprendo. Não vou levar nada para o caixão. Então tenho de compartilhar o que sei com quem precisa, senão esse conhecimento morre comigo, conta ele.
*   *   *
Estamos acostumados a reconhecer a generosidade em gestos grandiosos como o de Bill Gates, fundador da Microsoft e um dos homens mais ricos do planeta, que doouvinte e nove bilhões de dólares à instituição de combate à pobreza que fundou com a mulher, Melinda.
Mas a história de Severino não deixa dúvida de que a generosidade pode ser praticada mesmo por quem tem pouco ou quase nada – e de várias formas, muito além de dar bens que sobram.
Alguns exemplos são:  
Antônio, um desembargador de justiça, que conta histórias para crianças num hospital. 
Élcio, que incentiva a solidariedade na empresa que lidera, e ajudou a fazer dela um dos melhores lugares do mundo para trabalhar.
Juliana e Marina, que fazem as pessoas rir sem pedir nada em troca.
Danielle, que aos sessenta e três anos, ajuda milhares de deficientes visuais a ter acesso a livros.
Todos podemos ser generosos, e se desejamos realmente um mundo melhor, começar pela benevolência nas pequenas coisas, nos gestos singelos, é fundamental.
Em O Livro dos Espíritos, encontramos a Espiritualidade respondendo que o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entendia Jesus é:
"Benevolência para com todos, indulgência com as imperfeições alheias e perdão das ofensas."
Assim, percebemos que, no coração generoso, benevolente, está a essência da caridade como nos ensinou o Mestre.
*   *   *
Você já foi generoso hoje?
Proponha a você mesmo este desafio. Faça este convite. Pratique um ato, pequeno que seja, de generosidade, no dia de hoje e veja os resultados.
Não o resultado do reconhecimento – pois ele quase sempre não vem, e não deve ser nosso foco – mas o resultado em sua alma, em sua alegria interior.
Não há quem resista ao poder sedutor da benevolência. Sempre saímosdiferentes, mais leves, mais felizes.
Dê do pouco que tem, mas dê. Não é necessário ter muito para dar. Dar-se é, certamente, muito mais valioso do que dar coisas.
Doe-se ao outro. Doe-se ao mundo. Doe sua vida ao amor e ganhe a felicidade tão sonhada!
 
Redação do Momento Espírita com base em artigo da revista
Sorria, v.1, de março/abril de 2008, e no item 886, de O livro dos
Espíritos, de Allan Kardec,

ed .Feb.
Em 30.05.2012.
 

Lula X Mendes. Fico com o primeiro...


30/05/2012 19h14 - Atualizado em 30/05/2012 20h50

Lula diz que tem de 'tomar cuidado' com pessoas que não gostam dele

Ex-presidente deu palestra no V Fórum Ministerial de Desenvolvimento.
Ele é acusado de ter pressionado ministro para adiar mensalão no STF.

Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília
360 comentários
Lula em discurso no Fórum de Desenvolvimento Social, em Brasília (Foto: Ueslei Marcelino / Reuters)Lula em discurso no Fórum de Desenvolvimento
Social, em Brasília (Foto: Ueslei Marcelino /
Reuters)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta (30), em Brasília, durante palestra no V Fórum Ministerial de Desenvolvimento, que tem de "tomar cuidado" com pessoas que "estão aí no pedaço" e que não gostam dele.
Lula deu a declaração depois de afirmar que discursaria de pé para que não dissessem que ainda estava doente. O ex-presidente passou por um tratamento para curar um câncer na laringe. Ao final, deixou o local da palestra sem dar entrevistas.
“Vou falar de pé porque senão vão dizer que eu estou doente. Então, para evitar esses pequenos dissabores... Vocês sabem que tem muita gente que gosta de mim, mas tem algumas pessoas que não gostam. Eu tenho que tomar cuidado contra essas. São minoria, mas estão aí, né, no pedaço”, afirmou, sem citar nomes, no início da palestra sobre políticas para redução da desigualdade social.
O ex-presidente não fez referência direta ao episódio entre ele e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. Reportagem da revista "Veja" relatou encontro entre os dois no qual Lula, segundo a revista, pressionou o ministro com o objetivo de adiar o julgamento do mensalão. Em troca, teria oferecido a Mendes proteção na CPI do Cachoeira, em razão de uma viagem do ministro a Berlim, em companhia do senador Demóstenes Torres. Depois, Mendes confirmou o encontro com Lula, e o ex-presidente disse, por meio de nota, que a reportagem é "inverídica" e que a recebeu com "indignação".
O ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, durante discurso no Ministério do Desenvolvimento Social (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)O ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, enquanto
discursava no fórum (Foto: Ueslei Marcelino/
Reuters)
“O procurador Antonio Fernando de Souza apresentou a denúncia do chamado Mensalão ao STF e depois disso foi reconduzido ao cargo. Eu indiquei oito ministros do Supremo e nenhum deles pode registrar qualquer pressão ou injunção minha em favor de quem quer que seja”, afirmou Lula na nota.
Nesta terça, Gilmar Mendes voltou a falar sobre o episódio e afirmou que "gângsters" e "bandidos" estão plantando informações contra ele com o objetivo de atingir o Supremo Tribunal Federal. Ele disse que Lula era a "central de divulgação" dessas informações. Lula não

fonte: http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/05/lula-diz-que-tem-de-tomar-cuidado-com-pessoas-que-nao-gostam-dele.html

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Voltando às origens...

Testando hoje a nova versão do Linux Fedora 17. Sabe aquela sensação de usar a nova calça jeans?  
Pois bem: É mais ou menos semelhante. É um expetáculo. Mas como tada roupa nova precisa de uns ajustes eis que já encontrei uma página para colocar os botões maximizar e restaurar nas janelas. O danado só vem com o botão fechar.

Eis o link: http://freelinux-br.blogspot.com.br/2012/05/como-coloco-os-botoes-minimizar-e.html

Para baixar o sistema acesse aqui: http://fedoraproject.org/pt_BR/get-fedora

GNOME Shell on llvmpipe

Súplica manepeana!

Você que gosta de uma boa fofoca junto a um aglomerado, ruma, magote ou seja lá o que for, de amigos, convide-os a dar uma bisbilhotadazinha nesta nada democrática página do descaminho,  da perversão, e da subversão.
Agradeço desde já a valiosa companhia.

Tenho dito... E sempre!!!

E por que o momento exige e para que não esquecamos os Originais do samba cantam: "Se Gritar Pega Ladrão"

Convite.

Olá meu caro amado, estimado, idolatrado e tandos outros ....ados leitor destas agora bem traçadas linhas.

Pois bem: -Tudo tranquilo? -Tudo bem? -Nenhum problema? -Contas em dia? -Casa boa e mansão nova? -Carrão novo e quitado? -Educação ok? -Saúde em clínicas e hospitais de primeiro mundo? -Viajando de jatinho ou primeira classe? -Gostaria de fazer-lhe mais algumas indagações, mas parár-lo-ei por aqui.

Pois bem 2: -Se tiveres respondido sim a pelo menos metade destas pergunta eu lhe faço mais outra.

Pois bem 3: -O amigo estás mesmo a residir no Brasil?

Pois bem 4: -Se respondeste sim, fá-lo-ei mais outrinha.

Pois bem 5: -Como pode o amigo estar alheio e ileso a tantas consequência de tantos males que a política e os políticos causaram ao brasileiro nas últimas três décadas?

Pois bem 6: -Há algo mais no ar, aleḿ é claro, dos aviões da TAM, da Gol, da Web Jet, da Azul, da Avianca, dentre tantas outras que cortam os ceús deste pais de trabalhadores...

Pois bem 7:  -Veja isto:


Pois bem 9: -E mais isto:


Pois bem 11: -É pouco?

Pois bem 12: -Mostro lhe mais:


Pois bem 14: -Não sei o amado, o estimado, o idolatrado e os tantos outros ...ados leitores destas agora bem traçadas linhas, mas eu estou ficando um tanto impaciente e colérico...


"Só a Zebra é a solução!"

"Tenho dito... E sempre!!!"

Demóstenes Torres no Jornal da Globo onte 29.05.2012

"Vivo o pior momento da minha vida. Quero dizer aos senhores que redescobri Deus”.



Pois bem: No meu modesto entender de política meu caro Demóstenes,

Pois bem 2: o senhor...

Pois bem 3: "-Fê-lo por querê-lo!!!"

Tenho dito... E sempre!!!

Citação de um "possivel" bandido impossivelmente arrependido

"Minha atuação era pautada mais pelos homens que por Deus"
(senador Demóstenes Torres (sem partido-GO)

Fonte: http://www.cartacapital.com.br/politica/minha-atuacao-era-pautada-mais-pelos-homens-que-por-deus/

Pois bem: Nessas horas meu bichim....

Tenho dito... E sempre!!!

Li na página do IG:


Brasil tem quarta maior população carcerária do mundo

Superlotação é um alvo de críticas da ONU e de especialistas. Déficit de vagas nos sistemas prisionais chega a 200 mil no País

Com cerca de 500 mil presos, o Brasil tem a quarta maior população carcerária do mundo e um sistema prisional superlotado. O déficit de vagas (quase 200 mil) é um dos principais focos das críticas da ONU sobre desrespeito a direitos humanos no país.

Ao ser submetido na semana passada pela Revisão Periódica Universal - instrumento de fiscalização do Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU -, o Brasil recebeu como recomendação "melhorar as condições das prisões e enfrentar o problema da superlotação".



Pois bem: Falta inteligência nos governos e também no judiciário.

Pois bem 2: Metade desta população deve está condenada por crimes de natureza leve que poderiam muito bem ter suas penas permutadas por prestação de serviço social e sob a tutela de parentes e familiares

Pois bem 3: E o que é melhor:

Pois bem 4: Desonerando o estado apalermado (Royalties para o professor João Teles) 

Pois bem 5: Que disporia de mais espaço e consequentemente menos problema para administrar o contador desta bomba relógio...

Pois bem 6: Que é o sistema prisional brasileiro...

Tenho dito... E sempre!!!

terça-feira, 29 de maio de 2012

Oração mecanizada X oração relfetida...

-Nâo sou um homem de muita fé. Reconheço! Na realidade minha fé é tão pequena que não passa do tamanho de um grão de mostarda. No entanto não admiro nem invejo os detentores da estupenda "fé" externalizada através das práticas de rituais mecânizados e no mais das vezes em moldes pagãos. Não está em meu currículum cristão por exemplo, gritar aos quatro ventos "Alelúia!!!", "Jesus te ama!!!", "Confessar minhas culpas!!! Ah! minhas culpas. São tantas" nem razer mecanizadamente orações impostas por dogmas cegos que em nada contribuem para minha elevação espiritual.. 

Eu que parido e criado fui, no meio conservador da ICAR, era obrigado quando criança a rezar de joelhos, (Ai minhas bolhachas!)  o terço diariamente. Nos sábados o sacrifício e sacrilégio eram maior. Minha vó depois do terço cantava o oficio de nossa senhora (em latim decorado é claro) e lá vai mais tempos de joelhos. Eram duas horas nesta incômada posição. Sossego mesmo somente aos domingos. Que Deus a tenha "rórró" a philósofa matuta que desenhava o nome nos quinze de novembro de outrora. Que Deus a tenha! Em bom lugar e consolo. Que suas bem intencionadas orações lhe tenham servido no pós morte. Passados quatro décadas eis que ainda vejo e ouço crentes de todos os credos gritarem mecanicamente e talvez até em vão, orações repetidas: "-Avé Maria cheia de graça... pá! pá! pá!, pá! pá! pá! , pá! pá! pá! , enquanto outros respondem, Santa Maria mae de Deus, pá! pá! pá!,  pá! pá! pá!...  Até mesmo a oração que o Mestre nos ensinou e recomendou que rezássemos foi parar na mecanização. Quanto de nós refletimos ao pronunciar as sábias e consoladoras palavras do "Pai Nosso"? Quantos? -Hum... perguntinha difícil de se responder não é mesmo. Pensando nisso imaginei muitos de nós, rezando apressadamente o pai nosso, doido de sono para dormi, ou assistir a um filme ou mesmo antes de sair em viagem. 

CRISTÃO: Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Sim? Estou aqui.


CRISTÃO: Por favor, não me interrompa, estou rezando!
DEUS: Mas você me chamou!


CRISTÃO: Chamei? Eu não chamei ninguém. Estou rezando. Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Aí, você chamou de novo.


CRISTÃO: Fiz o que?
DEUS: Me chamou. Você disse: Pai nosso que estais no céu. Estou aqui. Como é que Posso ajudá-lo?


CRISTÃO: Mas eu não quis dizer isso. É que estou rezando. Rezo o Pai Nosso todos os dias, me sinto bem rezando assim. É como se fosse um dever. E não me sinto bem até cumpri-lo...
DEUS: Mas como podes dizer Pai Nosso, sem lembrar que todos são seus irmãos, como podes dizer que estais no céu, se você não sabe que o céu é a paz, que o céu é amor a todos?


CRISTÃO: É, realmente ainda não havia pensado nisso.
DEUS: Mas, prossiga sua oração.


CRISTÃO: Santificado seja o Vosso nome...
DEUS: Espere aí! O que você quer dizer com isso?


CRISTÃO: Quero dizer... quer dizer, é... sei lá o que significa. Como é que vou saber? Faz parte da oração, só isso!
DEUS: Santificado significa digno de respeito, Santo, Sagrado.


CRISTÃO: Agora entendi. Mas nunca havia pensado no sentido dessa palavra
SANTIFICADO ... "Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu..."
DEUS: Está falando sério?


CRISTÃO: Claro! Porque não?
DEUS: E o que você faz para que isso aconteça?


CRISTÃO: O que faço? Nada! É que faz parte da oração, além disso seria bom que o Senhor tivesse um controle de tudo o que acontecesse no céu e na terra também.
DEUS: Tenho controle sobre você?


CRISTÃO: Bem, eu freqüento a igreja!
DEUS: Não foi isso que Eu perguntei. Que tal o jeito que você trata os seus irmãos, a maneira com que você gasta o seu dinheiro, o muito tempo que você dá à televisão, as propagandas que você corre atrás, e o pouco tempo que você dedica à Mim?


CRISTÃO: Por favor. Pare de criticar!
DEUS: Desculpe. Pensei que você estava pedindo para que fosse feita a minha vontade. Se isso for acontecer tem que ser com aqueles que rezam, mas que aceitam a minha vontade, o frio, o sol, a chuva, a natureza, a comunidade.


CRISTÃO: Está certo, tens razão. Acho que nunca aceito a sua vontade, pois reclamo de tudo: se manda chuva, peço sol, se manda o sol reclamo do calor, se manda frio, continuo reclamando, se estou doente peço saúde, não cuido dela, deixo de me alimentar ou como muito...
DEUS: Óptimo reconhecer tudo isso. Vamos trabalhar juntos Eu e você, mas olha, vamos ter vitórias e derrotas. Eu estou gostando dessa nova atitude sua.


CRISTÃO: Olha Senhor, preciso terminar agora. Esta oração esta demorando muito mais do que costuma ser. Vou continuar: "o pão nosso de cada dia nos daí hoje..."
DEUS: Pare aí! Você está me pedindo pão material? Não só de pão vive o homem, mas também da minha palavra. Quando me pedires o pão, lembre-se daqueles que nem conhecem pão. Pode pedir-me o que quiser, desde que me veja como um Pai amoroso! Eu estou interessado na próxima parte de sua oração. Continue!


CRISTÃO: "Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido"
DEUS: E o seu irmão desprezado?


CRISTÃO: Está vendo? Olhe Senhor, ele já criticou várias vezes e não era verdade o que dizia. Agora não consigo perdoar. Preciso me vingar. 
DEUS: Mas, e sua oração? O que quer dizer sua oração? Você me chamou, e eu estou aqui, quero que saias daqui transfigurado, estou gostando de você ser honesto. Mas não é bom carregar o peso da ira dentro de você, não acha?


CRISTÃO: Acho que iria me sentir melhor se me vingasse!
DEUS: Não vai não! Vai se sentir pior. A vingança não é tão doce quanto parece. Pense na tristeza que me causaria, pense na sua tristeza agora. Eu posso mudar tudo para você. Basta você querer.


CRISTÃO: Pode? Mas como?
DEUS: Perdoe seu irmão, Eu perdoarei você e te aliviarei


CRISTÃO: Mas Senhor, eu não posso perdoá-lo.
DEUS: Então não me peças perdão também!


CRISTÃO: Mais uma vez está certo! Mais do que quero vingar-me, quero a paz com o Senhor. Esta bem, esta bem; eu perdôo a todos, mas ajude-me Senhor. Mostre-me o caminho certo para mim e meus inimigos.
DEUS: Isto que você pede é maravilhoso, estou muito feliz com você. E você como está se sentindo?


CRISTÃO: Bem, muito bem mesmo! Para falar a verdade, nunca havia me sentido assim! É tão bom falar com Deus.
DEUS: Ainda não terminamos a oração. Prossiga...


CRISTÃO: "E não deixeis cair em tentações, mas livrai-nos do mal..." 
DEUS: Óptimo, vou fazer justamente isso, mas não se ponha em situações onde possa ser tentado.


CRISTÃO: O que quer dizer com isso?
DEUS: Deixe de andar na companhia de pessoas que o levam a participar de coisas sujas, intrigas, fofocas. Abandone a maldade, o ódio. Isso tudo vai levá-lo para o caminho errado. Não use tudo isso como saída de emergência!


CRISTÃO: Não estou entendendo!
DEUS: Claro que entende! Você já fez isso comigo várias vezes. Entra no erro, depois corre me pedir socorro.


CRISTÃO: Puxa, como estou envergonhado!
DEUS: Você me pede ajuda, mas logo em seguida volta a errar de novo, para mais uma vez vir fazer negócios comigo!


CRISTÃO: Estou com muita vergonha, perdoe-me Senhor!
DEUS: Claro que perdoo! Sempre perdoo a quem está disposto a perdoar também, mas não esqueça, quando me chamar, lembre-se de nossa conversa, medite cada palavra que fala! Termine sua oração.


CRISTÃO: Terminar? Há, sim, "Amém!"
DEUS: O que quer dizer amém?


CRISTÃO: Não sei. É o final da oração.
DEUS: Você só deve dizer amém quando aceita dizer tudo o que eu quero, quando concorda com minha vontade, quando segue os meus mandamentos, porque AMÉM! Quer dizer: assim seja, concordo com tudo que orei.


CRISTÃO: Senhor, obrigado por ensinar-me esta oração e agora obrigado por fazer-me entendê-la.
DEUS: Eu amo cada um dos meus filhos, amo mais ainda aqueles que querem sair do erro, quer ser livre do pecado. Abençoo-te e fica com minha paz!


CRISTÃO: Obrigado, Senhor! Estou muito feliz em saber que és meu amigo.


Pois bem: Se a oração não for um momento de pura reflexão, que sirva para purificar o elemento que a profere e que a faz somente por convenção, não tem serventia nenhuma. Pelo menos no pensamente deste herege que vos escreve.


Tenho dito... E sempre!!!

Russo tenta o suicídio e acaba levando uma surra! - Fernando Moreira: O Globo. Porisso instalei uma camera no meu carrocinha...

Russo tenta o suicídio e acaba levando uma surra! - Fernando Moreira: O Globo

"Inda" se alembrando do Chico para receber inspiração e fazê-los rir... Folia de reis - Baiano e os Novos Caetanos

Em viagem

A existência terrestre é uma viagem educativa.
Começa na meninice, avança pelos caminhos claros da plenitude física, e altera-se na noite da enfermidade ou da velhice,para renovar-se, além da morte.
Reparemos, pois, como seguimos.
Não nos agarremos aos bens materiais, senão no estritamente necessário para que nos façamos valioso irmão no concurso aos companheiros de jornada e útil a nós mesmos.
Há muitos viajores que sucumbem na caminhada sob pesados madeiros de ouro a que se atam, desorientados.
Não reclamemos devotamento do próximo, e, sim, amemos e auxiliemos a todos os que se aproximem de nós, para que nosso amor não desça do Alto aos tenebrosos despenhadeiros do exclusivismo.
Não prossigamos viagem guardando ressentimento, para que não aconteça de nos prendermos impensadamente aos labirintos do ódio.
Muitos viajantes, a pretexto de fazerem justiça, tombam, insensatos, em escuras armadilhas da crueldade e da intriga, com incalculáveis prejuízos no tempo.
Recordemos que iniciamos a excursão terrestre sem qualquer patrimônio e encontramos carinhosos braços de mãe que nos embalaram, amparando-nos, em nome do Eterno.
Lembremo-nos de que nada possuímos, à frente do Pai Celestial, senão nossa própria alma e, por isso mesmo, só emnossa alma amealharemos o tesouro que a ferrugem não consome e que as traças não roem.
Prazer e dor, simplicidade e complexidade, escassez e abastança, beleza da forma ou tortura do corpo físico, são simplesmente lições.
O caminho do mundo, que atravessamos cada dia, é apenas escola.
Nossos afetos mais doces são companheiros com tarefas diferentes das nossas.
Sigamos sem imposição, sem preguiça, sem queixa nem exigência.
O corpo é nosso veículo santo.
Não lhe desrespeitemos a harmonia.
A experiência é nossa instrutora.
Não lhe menosprezemos o ensinamento.

Estamos todos em viagem.
Sabemos quando chegamos, mas não conhecemos a data de nossa partida.
Todo tempo aqui deve ser muito bem aproveitado.
Toda companhia, agradável ao coração ou não, merece nosso respeito e atenção, pois não está ali por acaso.
Como viajor que sabe aproveitar as belezas do novo país que conhece, saibamos aprender com a vida, estudá-la em suas mais sutis lições de amor.
Não percamos tempo com implicâncias injustificadas, ódios gratuitos e prazeres efêmeros. A existência é muito maior do que isso.

Mensagens singelas como esta, num programa de rádio diário, são alertas aos nossos corações. São recados da Espiritualidade Superior que se importa com nossas vidas, e nos deseja ver retornar ao mundo essencial, vitoriosos.
Pensemos nisso.
Pensemos em nossa encarnação todos os dias.
Encontremo-nos todos os dias.
Encontremos o Criador todas as manhãs e noites, e viveremos mais felizes.
Colecionemosmomentos de alegria durante a viagem, construídos pelo amor que cresce em nossa alma aprendiz. 
Redação do Momento Espírita com base
no cap. 8, do livro
Caridade, pelo Espírito Emmanuel,
psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. Ide.

Em 04.06.2012.
 Fonte: www.momento.com.br 

Fama de gênio: adolescente resolve enigma de Newton que durava 350 anos.

Shourryya Ray deixou muito matemático profissional para trás. O indiano de 16 anos encontrou a solução para um enigma colocado por Isaac Newton há 350 anos.
Considerado gênio, o estudante ganhou um prêmio de investigação por elaborar duas teorias sobre a dinâmica das partículas. Nos últimos anos, físicos conseguiram apenas uma aproximação, utilizando poderosos sistemas de cálculo.
O jovem conseguiu calcular a trajetória exata de um projétil submetido à força da gravidade e à resistência do ar. Foi capaz também de estimar com precisão o tipo de impacto que ocorre quando um corpo bate contra uma parede.
O adolescente, que diz não ser um gênio, apresentou a formulação com título: "Solução analítica de dois problemas fundamentais não resolvidos da dinâmica das partículas".
Ray ficou diante do problema durante uma visita à Universidade Técnica de Dresden, na Alemanha. Os estudantes deveriam avaliar a trajetória de uma bola, mas os métodos atuais não permitiam chegar a um resultado exato.
- Quando os professores me disseram que estas questões não tinham solução, pensei: "bem, não custa tentar". Talvez esta ingenuidade de estudante tenha me ajudado", disse à imprensa, segundo o "Jornal de Notícias".

Fonte: http://extra.globo.com/noticias/mundo/fama-de-genio-adolescente-resolve-enigma-de-newton-que-durava-350-anos-5051980.html


Shourryya Ray, de 16 anos, resolveu enigma de Newton


Pois bem:  E de assim em assim, titio Armadnejad vai formando seu batalhão de gênios para num futuro não muito longíquo bater de frente com o imperialismo espoliador das nações emergentes ou do terceiro mundo como aprendi há 30 janeiros atrás.

Tenho dito... E sempre!!!

Porque você não deve se basear apenas em minhas citações...

http://pensador.uol.com.br/autor/bertolt_brecht/

Sem saída.

Não costumo ser clemente com fanatismo nem com a alienação. Mesmo diante de um estado democrático de direito ainda acho que a evolução só se dar se estas duas mazelas forem tratadas a ferro e fogo.

Tenho dito... E sempre!!!

Vá entender!

Tenho amigo que mais por ignorância do que por safadeza sempre diz: "-Não tem a menor condição de eu votar em ninguém de graça. Meu voto tem preço e custa X reais."

E não adianta argumentos pois ele sempre arremata: "-Estou cansado de ser enganado. Quando eles ganham se esquecem da gente!"

-É aí que eu fico na dúvida: "-Mato a vaca ou mato o carrapato?


Tenho dito... E sempre!!!

De volta ao passado e com boas lembranças.

E a primogênita deste escriba bom que vos escreve me chega agora pedindo ajuda para resolução de um problema de matemática. E-i-lo: "Uma torneira enche um tanque em 3 horas. Outra torneira o enche em 6 horas. Abrindo-se as duas torneiras simultaneamente, em quanto tempo o tanque ficará cheio?"

Como estava um tanto esquecido pois já faz um bom tempo que não pratico estas coisa eis que fui buscar na grande teia o caminho para solução do mesmo. Não é que lá estava ele "explicadim explicadim". Olhando a solução do danado eis que voltei aos tempos de rascunhos de artmética e fí-lo. Não porque quí-lo. Mas para ajudar da danadinha. Santa internet. Erguerei um altar à mesma. E pensar que para eu resolver isso trinta janeiros atras tinha poucos ou quase nada de informações.

Reforçando a campanha!

Não a partidária eleitoral é claro, mas a campanha para trazer novos leitores para esta nada democrática tribuna.

Para cada leitor que o amigo nos trouxer, um pecado na sua lista de culpa! Nunca se pôde pecar tão facilmente. Viu?

E tem mais. Não tenham medo de perder o paraíso não. Depois é só confessar, erguer a bíblia e gritar "-Aleluia!!!, "Glória a deus!!!" que tudo estará resolvido...

-E se não estiver, profanador? Dirá o mais intolerante leitor destas agora bem traçadas linhas.

-Ainda tem uma saída amado, estimado, idolatrado e tantos outros ....ados leitor destas agora bem traçadas linhas.

-E qual é mané?

-Pague o dízimo. Quero ver se assim não entrarás no céu... Nem que seja da boca da onça como diria "rórró" a philósofa matuta que desenhava o nome nos quinze de novembro de outrora...


Tenho dito... E sempre!!!


Eureka!!!

Descobri o obvio: Sabe aquela mania que já virou regra de que o eleitor brasileiro tem fraca memória, esquecendo "login login" em quem votou nas últimas eleições?

Mentira! Mentira! Calúnia! Difamação! Tudo mentira!

É apenas uma estratégia. Afirmando ter esquecido em quem votou evita passar vergonha. 

Tenho dito... E sempre!!!

Banindo a corrupção...

Não vender ou trocar o voto por nada. Nem pelo um "Green Carde Celestial"...

Escolhendo minunciosamente pessoas providas de ética, escrúpulo, e compromisso com a coletividade.

E finalmente o que é quase impossível: Elegendo pessoas que nunca tiveram mandato eletivo... Pode não resolver, ou seja, seu eleito pode até vir a ser corrupto mas você deu oportunidade a quem poderia mostrar o contrário. Já elegendo os mesmo de sempre que nas três escalas de governo vem ano após ano mostrando que não é honesto e é chegado a uma corrupçãozinha você está mostrando que é no mínimo conivente. Mas o certo é que você é também corrupto.

Tenho dito... E sempre!!!


P.S.: E como já dizia o Barão de Itararé, "O homem que se vende, geralmente recebe muito mais do que ele  vale"

O polêmico buraco lamacento.

Em um pequeno bate papo informal que tive ontem com o ilustre prefeito da cidade o mesmo me indagou sobre o tal bueiro de lama que nas proximidade de minha modesta residência serve de ancoradouro para todo tipo de pragas. Muriçocas, odor desagradável, lama dentre outras mazelas mais.

Respondi que o mesmo lá estava. Intacto! Mas como em outra conversa informal que tivemos no final de ano onde este escriba mor lhe  tinha dado um prazo bem extenso para arrumar o lugar... (sou um tanto paciente apesar da aparência  e das letras dizerem o contrário)

Desconcertado eu fiquei quando novamente tive que afirmar que o tal problema é na Rua 24 de Maio, e não na Rua Francisco Gomes de Albuquerque como supunha ser a referida autoridade.

Mas de conversa em conversa um dia a gente regulariza a situação. Para o conforto e o bem estar de uma dúzia de moradores inclusive este herege subversivo que vos escreve. 

Tenho dito... E sempre!!!




Subversão.

Como muito esforço e alguma colaboração de uns poucos guerreiros vem aí a edição comemorativa do folhetim que outrora fora considerada peça subversiva pelos mandatários da capitania sucupirana jambonense.

The New Coreaú Arre Égua Times


Era o nome do informativo pai d'égua que circulou sufocadamente por três edições no ano de 2002. Apesar dos colaboradores que se não eram muitos também não eram poucos, entre anunciantes, escritores e quasse nenhum leitor, o mesmo não resistiu indo parar solenemente nas lixeiras de quem os recebia. 

Vamos ver se desta vez, passados uma década, as cabeças mudaram a ponto de alguém ter coragem de cantar pelo menos uma canção de ninar para a criança chorona.

Tenho dito... E sempre!!!

Citações, minhas novamente.

E porque sendo eu agora membro fundador e presidente de honra da APL, nada mais justo do que publicar citações: E as minhas vêem em primeira mão. 

"Ler a Tribuna de Jambom é mais que um pecado, é bem mais que praticar uma heresia, é bem mais que tudo isso junto: É um ato de heroísmo." 
                                                   (Manuel de Jesus) 

Tenho dito... E sempre!!!

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Favoritos!!!

Amado, estimado, idolatrado e tantos outros ...ados leitor destas agora bem traçadas linhas. Você já colocou em seus favoritos o endereço da Tribuna de Jambom?
-Não colocou? O quê está esperando? Faça isso agora! Não temas!  Afinal, de boas intenções o inferno está cheio não há espaço para mais ninguem. Por este erro não entrarás lá... Fiquemos de fora então...

Revista Conspiração.

Encontrei também este sitio sobre conspirações. É bem interessante. Recomendado a historiadores e críticos em geral.

Segue o link

Alamar Régis de Carvalho

É meu amigo virtual faz um bom tempo. É oficial reformado da aeronáutica, espirita e morou muito tempo em Belém. É polemico mais que eu ainda. Ás vezes discordo do que ele diz e pensa, às vezes concordo. Me envia e-mails semanalmente trazendo sempre uma boa discussão a respeito de algum tema atual. Hoje ele mandou ver com a Justiça brasileira. Devido à sua extensão postei fracionado. Mas é bem interessante.

Tenho dito... E sempre!!!

A vergonhosa e cínica JU$TI$$A brasileira

Eu já escrevi várias vezes sobre a porcaria da “justiça” brasileira, que é tão cínica, tão sem vergonha, descarada e mercenária que optei por identificá-la como JU$TI$$A. 
É uma tristeza constatar que a “justiça” no Brasil só existe para quem tem dinheiro.

Presa e morta na cela

A imprensa anunciou semana passada que uma jovem irresponsável deixou o seu filho menor em casa, apenas em companhia da avó bastante idosa e doente, saindo para uma festa onde ficou a madrugada inteira dançando e namorando.

Tendo sido denunciada, por abandono de menor, foi detida e colocada atrás das grades.

Por que foi presa?

Porque não teve DINHEIRO para pagar fiança.

O pior vem agora:

Ela foi colocada numa cela, juntamente com prisioneiras bandidas perigozíssimas, todas assassinas com históricos de crimes com altos índices de perversidades.

Resultado: A nova prisioneira foi assassinada, logo no primeiro dia, pelas outras presidiárias.

A burrice da porcaria da JU$TI$$A brasileira é tão grande que não consegue entender que um praticante de crimes leves não deve, nunca, ser colocado em uma cela com bandidos criminosos, que são assassinos de alta periculosidade.

A burrice de muitos magistrados também é algo notável, pois não se admite que um juiz seja tão imbecil para não perceber uma coisa desta, usando um pouco de lucidez e de bom senso. Aí aparece um monte de babaca de toga para comodamente dizer: “Eu tenho que cumprir a Lei”.

E a sua inteligência, o bom senso, a coerência e o compromisso com os princípios básicos de autêntica Moralidade e Decência, onde é que ficam?

Data Vênia, Doutor, mas na sua caixa craniana existe um cérebro ou um monte de fezes?

Conclusão: O filho da mulher, em vez de ficar sem a mãe apenas por algumas noites, ficou definitivamente sem ela, para toda a sua vida. Todo por conta da JU$TI$$A brasileira.

Se ela tivesse DINHEIRO para pagar fiança, não ficaria presa e não perderia a vida do seu corpo.

Idosa de 74 anos presa por não ter dinheiro

Dona Luiza Pereira Rodrigues, uma senhora idosa, de 74 anos de idade, aposentada com apenas um salário mínimo, foi presa, mês passado, colocada atrás das grades, na cidade de Vianópolis, a 80Km de Goiânia, porque não teve condições de pagar uma suposta pensão alimentícia aos seus netos.

Se tivesse sido colocada numa cela juntamente com assassinas, certamente teria sido assassinada também.

Não teve argumento que convencesse ao advogado e ao juiz para soltar a mulher. Teria que ter DINHEIRO para resolver o problema.

Foi preciso que a população indignada, constrangida e revoltada se cotizasse e arrumasse o DINHEIRO para comprar a liberdade daquela senhora, que tem histórico de honestidade, nunca roubou e nunca matou ninguém.

Daniel Dantas tem muito dinheiro

Daniel Dantas, dono do banco Opportunity, foi preso pela Justiça Federal em São Paulo, depois de muita investigação e comprovações cristalinas dos crimes cometidos por ele.Mas, porque tem MUITO DINHEIRO, foi providenciada a sua liberdade, imediatamente, a ponto do próprio presidente do STF atuar como juiz comum, na assinatura do seu “habeas corpus”.

Vejam bem, gente: O próprio presidente do STF, o homem ocupadíssimo com um dos maiores cargos de um País, tendo que descer da sua posição para atuar como juiz comum, para colocar em liberdade um homem que tem MUITO DINHEIRO.

Busca e apreensão por interesse dos bancos.

Os bancos, que tem muito dinheiro, conseguiram que os deputados fizessem uma lei que lhes permite fazer busca e apreensão de um veículo que está com as prestações atrasadas, à revelia, sem que o cliente em atraso tenha qualquer direito de defesa

É isto mesmo. Se você, que tem um carro financiado, atrasar o pagamento, o banco entra com ação contra você, os juízes, desta mesma justiça que é lenta só para as ações comuns mas para bancos é agilíssima, assinam a apreensão com a maior pressa do mundo, oficiais de justiça, que são sempre ocupados e nunca tem tempo para outras diligências, aparecem aos montes para ir à sua casa lhe tomar o veículo.

Você não tem direito de defesa. A Constituição Federal não serve pra porcaria nenhuma, quando está em jogo os interesses de quem tem dinheiro.

Carlinhos Cachoeira de Márcio Thomaz Bastos

O Brasil está vivenciando hoje umas das mais deprimentes ações desta sem vergonha, cínica e descarada JU$TI$$A brasileira, neste caso do tal Carlinhos Cachoeira.

Todo mundo, no Brasil, viu não apenas denúncias de que esse cidadão é bandido, mas comprovações claras e cristalinas da sua canalhice, junto a políticos safados e corruptos, a voz dele em inúmeros telefonemas gravados, o tráfico de influências, a corrupção escancarada e clara... enfim, não ficou a menor dúvida de que o safado de fato é bandido.

Ser acusado de um crime é uma coisa, ser flagrado cometendo o crime é outra totalmente diferente.

No entanto, já que vivemos em um país onde só há justiça para quem tem dinheiro, o bandido contratou o poderoso advogado Márcio de Thomaz Bastos, aquele mesmo que foi Ministro da JUSTIÇA, que aceitou defendê-lo, mesmo sabendo que se trata de um bandido, por honorários que, segundo consta, de 15 milhões de reais.

Que qualificação moral pode ter um advogado que se propõe a defender um bandido deste?

Não estamos falando de advogado que, no exercício honesto do seu dever, patrocina a ação de um cidadão que, apenas, está sendo acusado de um crime, mas sem ser criminoso ou que até talvez o tenha cometido de forma culposa e não dolosa ou que tenha cometido em legítima defesa ou movido por conseqüências de  um seqüestro, uma chantagem ou uma pressão qualquer que lhe levou ao descontrole. Isto é aceitável e é o papel do advogado decente. Estamos falando de um advogado que sabe que o seu cliente é bandido, é canalha, é safado e sem vergonha, mas TEM DINHEIRO. É como advogado de traficante, que sabe que o cara trafica drogas mesmo, sabe que mata mesmo, sabe que é bandido mas está lá na tal “justiça” querendo que ele não seja punido.

Pois é. O Ministério da JUSTIÇA esteve durante algum tempo entregue às mãos de um advogado com essa índole. Não estou falando num ministeriozinho qualquer, tipo Ministério da Pesca ou qualquer outro ministério fabricado apenas para agradar a políticos de um determinado partido, estou falando no Ministério da J-U-S-T-I-Ç-A.

Parece brincadeira, não é? Mas é a realidade do Brasil.

O cinismo da “justiça” brasileira é tão grande, que consta que arrumaram um diploma de curso superior para o bandido, a fim de que ele possa ter a chamada prisão especial.

É assim, essa sem vergonha dessa justiça: Se um bandido qualquer tiver curso superior, não importa se verdadeiro ou não o diploma, pode ter ele cometido o crime mais hediondo que você imaginar, ele vai ter prisão especial e sofrendo menos a punição, como se o simples fato de ter curso superior diminuísse o nível do crime, da crueldade e da perversidade. No entanto, se uma pessoa de bem, que é vítima de um momento difícil que não pode honrar um cheque pré-datado que emitiu, que é qualificado como infiel depositário ou que não pode pagar uma pensão alimentícia, como o caso da dona Luiza Pereira Rodrigues, esses, por não terem curso superior, vão mofar mesmo nas celas comuns e fedorentas.

E tem outra coisa que é revoltante: O bandido foi instruído a NÃO RESPONDER NADA no processo, porque esta é mais uma estratégia estúpida para livrar bandidos da condenação. Se alguém não deve nada, por que tem medo de abrir a boca?

Desculpe, senhor ministro Thomás Bastos, mas a sua atitude em defender Carlinhos Cachoeira é uma afronta à dignidade do povo brasileiro, é uma subestima à inteligência do povo, é uma vergonha, como diz o Boris Casoy.

E tem outra coisa:

Se todos os bens do bandido Cachoeira estão bloqueados pela Justiça, de onde virão os 15 milhões necessários para pagar os honorários do Thomás Bastos?