Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Um feriado no 4.0


Pois bem: Tentando buscar a pista de pouso em um horizonte ainda um pouco fechado eis que:

Pois bem 2: Ontem, feriado, dia do trabalhador (E todos os dias não o são?) almocei fartamente... Não que o fastio tenha ido embora de vez, levando junto consigo o tédio... Nada disso...

Pois bem 3: É que justamente neste dia, amigo pessoal me convidara a rangar com ele que comemorava sua adentração (diabo é isso hien?) ao clube dos quarentões... E... e... e... e...

Pois bem 4: -E o quê, seu fela da gaita? Dirá o mais impaciente dos meus amados, idolatrados, estimados e tantos outros ….ados leitor destas agora mal traçadas linhas...

Pois bem 5: -Calma!!! calma!!! calminha... amado... estimado... idolatrado e tantos outros ….ados leitor... -Aceita um alprazolam? Se sim... somente amanhã lerás o que agora estou a grafar com uma certa sonolência...

Pois bem 6: E como todo aniversário, houve as felicitações, desejos de paz, saúde, sucesso felicidades e por aí vai....

Pois bem 7: Mas como nem tudo na vida são flores, depois da alegria e do saboroso rango, (fazia tempos que eu não comia assim) veio um sacana que tocou na parte mais frágil da situação, deixando um tanto sem jeito o novo quarentão...

Pois bem 8: -É camarada, agora não escaparás... O próximo passo será o exame de toque... E não fuja... Pronunciou com certo sarcasmo o amigo da onça...

Pois bem 9: Imagine a fisionomia de um jovem conservador diante de uma proposição destas?

Pois bem 10: Risada geral...

Pois bem 11: Passado a algazarra e o nervosismo do colega eu asseverei:

Pois bem 12: Ai Deus do céu!!! O que vão pensar de mim? Já vou beirando os 4.5...

Pois bem 13: Mas como sou macho... machão mesmo... não recuei... Não vai ser isso que vai abalar minha masculinidade...

Pois bem 14: -E tem mais: Se até Pepeu tem o seu lado feminino...

Pois bem 15: -Por que eu também não posso ter o meu...? Ademais vou logo deixar claro, e espero não sofrer preconceito com isso que tenho sim; o meu lado feminino e que ele é bem moderninho até... -Gooooosta!!! E como gosta de mulher...

Pois bem 16: Mas voltando ao assunto principal... Acalmei o novo quarentão.... -Fique tranquilo amigo... Tudo ocorrerá na mais pura normalidade...

Pois bem 17: Eles (os urologistas) são muito profissionais...

Pois bem 18: E relatei, com certo constrangimento minha primeira experiencia (ai!) e que experiencia!!! (ufa!!!) Precisa ser muito macho para se desnudar assim diante de uma turma de galhofeiros...

Pois bem 19: -Ah!!! confessaste né caboco véi? Por trás deste machão...

Pois bem 20: -Olhe... Mas respeito!!! (pra que fui falar? Pensei com meus botões...) E como parecia que eu era o mais velho dentre os presentes, usei e abusei do estatuto do idoso. Exigi consideração, e principalmente atenção pela minha maior experiencia, apesar de ter certeza que dentre os presentes havia outros também já vividos no assunto...

Pois bem 21: Clínica lotada, a atendente me chama pelo nome, me levanto meio sem jeito e de cabeça baixa achando que todo mundo ali sabia o que iria me acontecer em breve, adentro ao consultório meio gelado, batimentos cardíacos acelerados e por aí vai...

Pois bem 22: Com muito profissionalismo o médico ordenou que eu pusesse minhas calças num cabide ao canto, que deitasse de ladinho em uma maca ao lado e que pusesse meus joelhos coladinhos no tórax... Tudo não durou mais que trinta segundos... Os mais longos trinta segundos de minha vida... E pronto!!! Fui liberado... Desconforto mesmo foi dirigir de volta para casa... (Acho que todo consultório de urologista deveria ter um chuveiro...)

Pois bem 23: Nada demais... Relato superprofissional... Mas que um certo dia foi contestado por amigo, técnico em informática que vez por outra em conversa durante os trabalhos do mesmo adentramos ao assunto...

Pois bem 24: -Manezim... Você acha isso normal é por que teve a sorte de não ter sido examinado por o Dr. Fulano de Tal, O impiedoso!!! Falava o meu amigo, de certo urologista a quem a natureza fora generosa quando da criação de seus membros. E concluiu: -O homem tem um dedo médio de causar calafrios... Até em cabras fortes que nem você...

Tenho dito... E sempre!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário