Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Da série: Eterno professor... e uma parábola para contar no jardim da infância

E porque as aulas serão retomadas nesta semana, eis que a pequena prole já aquece os motores nas lições para provas já na sexta feira. Sou intimado a explicar-lhes lições básicas de ciências e quimica para as duas....

Dividido o tempo de três horas para as duas eis que acabei agorinha mesmo cheio de graça e realização por tal feito.

Para a mais avançada os conceitos iniciais da química experimental proposta por Louis Pasteur e Antoine-Laurent de Lavoisier. Coisa boa e prazeirosa. 

Questões como da simplicidade dos pouco mais de cem elementos químicos à infinidade de substâncias existentes na natureza geradas tanto de forma natural quanto artificial eis os postulados.

Desde compostos que curam aos que matam. É a ciência e a química a serviço da vida e da morte, do progresso e do desastre e por aí vai..

O atiçamento da curiosidade humana em manipular elementos produzindo outros ao longo dos milênios, desde os primeiros estudiosos da alquimia aos mais avançados e modernos laboratórios de pesquisa da atualidade. Viajamos eu e ela por mais de quinze séculos de imaginação. 

Que me traga a alegria de uma boa nota minha filha abençoada

À que em menor grau se encontra os tratados básicos de ciência e ecologia, mantidas as devidas proporções é o básico do que estudamos eu e a outra...

Em parábolas infantis comparei para riso da mesma a forma inversa como se alimentam os seres humanos e as plantas. 

Enquanto ingerimos alimentos que nos servem de energia para vivermos pela parte superior de nossos copos as plantas fazem o inverso. Chegando nos finalmentes alertei sobre a importância maior delas (plantas) sobre nós seres humanos. 

Pois que se alimentam pelas raízes distribuem esta energia caule acima até expelir os excrementos  (O²) pelas folhas, vital para nossa existência.

Elas riram intensamente e a mais nova me  indagou:

-Pai e se todas as plantinhas morressem? O que aconteceria com a gente?

Para responder propus o seguinte experimento:

-Que tal você prender o nariz e ficar de boca fechada o máximo que puder?

Não deu outra. A pequena aceitou a provocação e menos de um minuto depois solta o nariz e grita:

-Papai!!! Quase morro sem fôlego...

-Pronto!!! Respondí... Esta é a resposta para a sua pergunta, sobre o que aconteceria com todas as pessoas se todas as plantinhas do mundo morressem...

-Em menos de cinco minutos, morreriam também todos os seres animais. Não somente nós sere humanos mas também todos os outros, os gatinhos... os cachorrinhos... os pintinhos... e todos...

-Todos mesmos? Ela ainda insistiu...

-Todos!!! - Respondi prontamente...

Aí concluímos... Alguem aí já se deu conta da importância de se manter preservadas as árvores como um todo... Elas são vitais para a existência do ser vivo animal. 

Terminada a lição e já cansadas prometi falar se Deus assim permitir em dias vindouros sobre os excrementos das modernas máquinas tão adoradas pelos que detestam árvores (CO). 



Tenho dito... E sempre!!! 


terça-feira, 30 de julho de 2013

Da série: Velhas philosofias...


"Uma coisa interessante: Conselho é aquilo que os sábios não precisam e os tolos não aceitam..." Atualíssimo. E está escrito na época em duas provas...






"As crônicas apócrifas"

 É isso mesmo amado, estimado, idolatrado e tantos outros ...ados leitor de minhas mal traçadas linhas. Era final da década de oitenta e já se vão vinte e cinco anos. Umas escritas pueris e cheia de fantasias me acalentavam sonhos de um escritor famoso que vivesse tal qual Jorge Amado às custas de suas letras. Ledo engano. Apesar da opinião honrosa do meu grande mestre e professor de Literatura Brasileira Arnaldo Farias de Sá, do Colégio Luciano Feijão na capa quando o mesmo me deu a honra de sua apreciação, os pergaminhos ficaram perdido por longo tempo. Agora recuperados e apresentados superficialmente aos imortais da Academia Palmense de Letras Eliton MenesesFernando Machado Albuquerque Machado eBenedito Gomes Rodrigues, a gente riu um bocado e deixando de lado os entretantos e partindo pros finalmente ficou decidido que os mesmos a exemplo de alguns evangelhos que foram ocultados pela igreja, esta obra também assim permanecerá. Apenas como prova vos revelo a capa e o índice com o conteúdo do mesmo. que vai de algumas lembranças pelas noites boemias onde sorvia o licor dos Deus no Bar do amigo o Sr José Liorde, quando ainda funcionava na Rua Mariano Lopes, a relatos da vida cotidiana da época. Metido e poeta e boêmio ainda não tinha inveredado pelo lado da crítica ferina. Bons tempos aqueles...


segunda-feira, 29 de julho de 2013

Da série: O rei está nú...

A violência está chegando a níveis insuportáveis ao ponto de a sociedade decretar a lei de Talião. Ontem, suspeito de assalto fora linchado na capital... Pronto... Foi dado o pontapé inicial...

Trabalhar em instituições bancárias se tornou profissão de alto risco... Os números estão aí para quem quiser contar...

Em conversa recente com um amigo advogado que pretende o anonimato e diante de minha triste constatação ele foi mais além:

"-Há uma greve branca do pessoal da área de segurança pública. Disse ele"

Motivo: A falta de diálogo e comportamento vingativo por parte de quem governa. É preciso ouvir e atender a reivindicação deste pessoal que inibe as investidas criminosas capital e interior a fora"

-Mas... E o governo não é do povo? O governante não é um representante deste próprio povo inclusive o da segurança pública e que deve atender às suas necessidades básicas?

E ele: Mas o governo se fechou em seu castelo e não ouve ninguem nem aceita contrariedade de suas opiniões e ações administrativas, falou meu amigo que entende do assunto...

É... Assim fica ruim... Assim perde-se o controle da governança, mesmo que a gritos digam que tudo está nos trilhos...

Tenho dito... E sempre!!!

sábado, 27 de julho de 2013

♥Bee Gees - tradução - Don't Forget to Remember...♥

Zoom - Filme Proibido: Suplício de uma saudade

Vozes do arauto...

Em e-mail de eliton meneses, o engenheiro 
26 DE JULHO DE 2013 ÀS 18:44
247
(JB) Leiam Joaquim Barbosa
Paulo Nogueira 

Falou outrora o arauto da moralidade: 
"A vida pública deve ser e tem que ser vigiada pela imprensa."
Joaquim Barbosa disse isso ao receber um prêmio do Globo, em março passado.

"Não consigo ver a vida do Estado e de seus agentes e personagens sem a vigilância da imprensa. Na minha concepção, a transparência e abertura total e absoluta devem ser a regra. Não se deve ter mistério para aqueles que exercem a atividade pública que eu exerço atualmente", acrescentou.
Falou de novo...

Devia ser assim. Mas é assim?
Vamos aos poucos. Algumas semanas depois, JB usou um avião da FAB para uma viagem inútil à Costa Rica.
Onde estava a imprensa para vigiá-lo no uso abusivo do avião e do dinheiro do contribuinte?
Bem, estava a bordo. Uma jornalista do Globo participou da boca livre da Costa Rica, conforme revelado na ocasião pelo Diário.
E então você vai ler, depois, no próprio Globo: "A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu investigação preliminar para apurar supostas irregularidades no uso de um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL)."
JB é poupado não apenas pelo Globo como pela Procuradoria da República.
É um jornalismo estranho, e uma estranha justiça.

O vôo de Costa Rica é significativo. Longe de se vigiarem, Globo e JB, na verdade, gozam de uma proximidade cúmplice e nociva para a sociedade.
Desde o prêmio, um filho de JB foi admitido na Globo, para trabalhar no programa de Luciano Huck.
É legal? É.
É imoral? É.
No código de ética dos juízes americanos, está escrito que algum tipo de vínculo pessoal como este que acabou unindo JB e a Globo por um filho desqualifica um magistrado para julgar causas em que a Globo, no caso, seja o réu.
Imaginemos que o processo de sonegação bilionária da Globo na operação dos direitos de transmissão da Copa de 2002 chegue ao STF.
Joaquim Barbosa se declarará impedido?
O código de ética dos juízes americanos também determina que os magistrados dêem as informações requeridas quando surge dúvida em relação a aspectos financeiros de sua vida.
Recentemente, soube-se que JB comprou um apartamento em Miami mediante o uso de uma empresa de fachada para não pagar impostos.
Para os que gostam de curiosidades, a empresa de JB recebeu o nome de Assas por causa da conhecida faculdade de direito de Paris em que ele gastou quatro anos em pós-graduação bancada pelo dinheiro público do brasileiro.
Quatro anos, repito. JB foi um estudante moroso: fez a faculdade de direito em Brasília em sete anos e meio.
O Globo foi atrás de informações sobre o apartamento?
Pausa para rir.
Depois que se soube que o valor da transação registrado no contrato foi zero, o jornalista Luís Nassif enviou uma mensagem ao STF pedindo explicações.
A resposta: "Prezado Nassif, o presidente Joaquim Barbosa não comentará."
Voltemos a JB na premiação do Globo. (Em si um absurdo pela proximidade que traz a pessoas que devem manter uma distância intransponível pelo bem da sociedade.)
"Na minha concepção, a transparência e abertura total e absoluta devem ser a regra. Não se deve ter mistério para aqueles que exercem a atividade pública que eu exerço atualmente."
Pausa para rir.
Transparência? Ausência de mistério?
É realmente estranha a noção de transparência de JB. Vale, provavelmente, para os outros.
Com ou sem avião da FAB, mas sempre com vôos bancados pelo contribuinte, Joaquim Barbosa gosta de viajar. Isso, infelizmente, não o faz produtivo.
Um dia depois de uma manifestação que parou Florianópolis, ele se ausentou de Brasília e foi para Santa Catarina, a convite da Fiesc, associação de empresários locais.
O encontro foi noticiado num site local. Foi memorável a resposta de um leitor.
"Com todo respeito à pessoa do ministro Joaquim Barbosa, mas será que não existem coisas mais importantes a fazer em Brasília? Como por exemplo: 
Analisar o processo do caso Varig ao qual o ministro pediu vistas. Já são 7 anos de espera, 7 anos de desespero, 7 anos esperando que a justiça seja feita, 7 anos em que os aposentados do Aérus esperam seus salários, 7 anos de humilhação, aposentados sem dinheiro para alimentação, remédio e o mínimo para suas subsistência. Será que isto não é importante para o ministro?"
Clap, clap, clap para o atento leitor.


O arauto desmorona



Barbosa recebeu apê em Miami como doação?:

25 de Julho de 2013 às 09:22
 
Victor Saavedra, do site GGN - A transferência do apartamento de um dormitório comprado pelo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, avaliado em US$ 241.360 (valor venal) pela prefeitura de Miami, foi feita no valor de US$ 0, segundo documentos obtidos pelo Jornal GGN no próprio site da prefeitura de Miami.
O imóvel foi adquirido por uma Pessoa Jurídica - Assas JB Corp - de propriedade do próprio Barbosa, conforme reportagem de Rubens Valente, da Folha de São Paulo. Depois, de acordo com dados obtidos pelo blog O Cafezinho, de Miguel de Rosário, constatou-se que a compra foi pelo valor simbólico de US$ 10,00.
Imaginava-se que o uso de PJ tivesse algum caráter de engenharia fiscal - visando pagar menos Imposto de Renda. Não é o que se depreende da operação de Joaquim Barbosa. Segundo um advogado tributarista que trabalha com compras de imóveis nos Estados Unidos - consultado pelo Jornal GGN -, esse tipo de operação não é usual, sendo normalmente utilizada em casos de doação entre parentes (esposa, irmãos).
Para o especialista, não significa necesssariamente que a compra tenha sido feita ilegalmente, mas que a aquisição do imóvel deveria ter sido informada no rendimento anual da Assas JB Corp., empresa criada por Barbosa quatro dias antes da transferência da propriedade. Não foi.
A vendedora do imóvel, Alicia Lamadrid, havia adquirido o imóvel por U$204.950, conforme os registros oficiais da prefeitura.
O advogado ouvido pelo Jornal GGN destacou que, em caso de transferência futura, a Assas JB Corp. terá de pagar impostos pelo valor total da venda - já que o governo dos EUA cobra 35% do lucro por pessoas jurídicas, e as pessoas físicas pagam apenas 15% -, descaracterizando o provável benefício fiscal no negócio.
Agora cabe ao ministro explicar algumas questões:
Qual foi a manobra legal utilizada para adquirir o apartamento?
Por que uma transferência de US$ 0, se a aquisição foi feita legalmente?
Como foi feito e de quanto foi o pagamento à antiga proprietária (que segundo os registros abriu mão de no mínimo US$ 204.950)?
Porque não consta esse imóvel na declaração anual de rendimentos da Assas JB Corp.?
Qual a finalidade da criação da Assas JB Corp.?
A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do STF. Segundo informou, Barbosa já deu todas as explicações necessárias. E teria remetido o pagamento por meio do Banco do Brasil. Até agora, não apresentou documentos comprovando a transferência.
Veja a localização do apartamento adquirido por Joaquim Barbosa, em Miami:


Com informações do site O Cafezinho
Doadora(?) ou vendedora de apê de Barbosa é rainha imobiliária de Miami
Do blog Tijolaço
A senhora Alícia Lamadrid, que aparece nos documentos cartorários de Miami como outorgante (grantor) do apartamento repassado a empresa de Joaquim Barbosa não é a proprietária do imóvel.
O endereço fornecido (5510, Riviera Drive, Coral Gables) é de Alicia Cervera Lamadrid, 55 anos, sócia-diretora (Managing Partner) da Cervera Real State Inc., uma das maiores imobliliárias da Flórida.
Ela se autodescreve como vendedora de quase 15 mil imóveis, num total de US$ 6,8 bilhões e se relaciona com gente importante, como a ex-secretária de Estado de George W. Bush, Condoleeza Rice, com quem posa para foto no seu Facebook.
Só no Icon Brickwell, condomínio de luxo no qual Barbosa, agora, é proprietário, ou melhor, a empresa de JB é proprietária, ela vendeu mais de 700 unidades.
Não se sabe como o Dr. Joaquim Barbosa fez para ver o apartamento que ia comprar – ou receber em doação – se ele foi a Miami, quando e por que meios, ou se foi uma venda "a domicílio".
O fato é que Alícia mantêm negócios no Brasil, como uma parceria com a empresa de móveis de luxo Ornate, que fornece decoração para imóveis vendidos na Flórida pela empresária, nascida em Cuba e cuja mãe, também Alícia, hoje com 83 anos, é a fundadora da Real State.
A Ornate, por sua vez, pertence ao casal Esther e Murilo Schattan, que promoveram uma bela festa em Miami no final de 2011, segundo o site Glamurama. A Ornate, além das festanças, também se mete em lambanças, segundo a Folha, como aquela em que foi denunciada à Justiça por câmbio ilegal, evasão e lavagem ao usar doleiros em remessas para o exterior.
Esther, porém, é uma mulher que não se deixa abater e encontra forças para reproduzir os elogios da Veja às manifestações de rua em seu Facebook.
Mas voltemos aos negócios do Dr. Joaquim.
Segundo o site GGN, o registro da transação de compra do apartamento se assemelha a uma doação, por valor simbólico de dez dólares.
O jornalista Luiz Nassiff dirigiu e-mail ao gabinete de Joaquim Barbosa, solicitando explicaçoes sobre se a transação era uma doação ou um artifìcio fiscal, para não recolher impostos.
A assessoria do Dr. Barbosa diz que não vai comentar o caso.
Deveria, até para mostrar que tudo não passa de mal-entendido e de coincidências.
Afinal de contas, antes do surgirem com "domínio do fato", uma pessoa, só porque ocupa um lugar importante, não pode ser responsabilizada com os "malfeitos" que acontecem à sua volta, sem provas, não é?
Fernando Brito

Do blogueiro: Mas logo o senhor que jurava ser o arauto maior da moralidade desta nação... O senhor desmoralizou a si mesmo

Em e-mail do amigo Eliton Meneses, o engenheiro...

Do blogueiro: Como e mercenária, ordinária, preconceituosa, conservadora e falida mídia (ex) toda poderosa falhou e continua a falhar em seus prognósticos.
26 DE JULHO DE 2013 ÀS 20:59
247 – Um a um, todos os principais programas lançados pela presidente Dilma Rousseff foram dinamitados, desde logo e sem piedade, pela imprensa tradicional. A vida real, no entanto, mostrou, com o tempo, que todas, repita-se, to-das as sinistras previsões multiplicadas pela mídia não pagaram as apostas. Em outras palavras, o escrito não valeu. Acompanhe:
INFLAÇÃO DISPARADA - O terrorismo midiático com forte viés ideológico previu, no início do ano, uma disparada sem freios da inflação, com uma capa da revista Veja, em janeiro, mostrando Dilma, em montagem grosseira, pisando no tomate. Na Rede Globo, Ana Maria Braga, quem não se lembra?, exibiu um colar em que os legumes vermelhos faziam as vezes de pérolas. Em junho, no entanto, a variação do Índice de Preços aos Consumidor (IPC) foi de ínfimos 0,07% e, para julho, todas as previsões convergem para uma deflação. Até o presidenciável José Serra, em teleconferência esta semana, admitiu que o índice inflacionário fechará o ano dentro da meta prevista pelo BC. O assunto, assim, saiu da pauta.
APAGÃO ENERGÉTICO - Antes da aposta na alta dos preços, não houve noticiário de jornal ou colunista que não tivesse cravado, na virada do ano, um iminente apagão de energia elétrica no País. Nesse campo, a ênfase mais especial partiu no jornal Folha de S. Paulo e sua articulista Eliane Cantanhêde. As defesas feitas pela presidente em pessoa e o ministro Edson Lobão, das Minas e Energia, foram ironizadas e desprezadas.
LUZ MAIS CARA - O propalado colapso no sistema de energia, porém, não se deu, e o Brasil continuou com suas luzes acesas, apesar do obscurantismo da mídia tradicional. Mais ainda, o igualmente combatido plano federal de barateamento das contas de luz para todos os consumidores do País, indiscriminadamente, por meio de subsídios oficiais, deu certo – e, hoje, o que se paga pela energia é mais de 10% menos do que o custo no início do ano.
FRACASSO DO ENEM - A aposta pelo caos energético foi sucedida, este ano, pela cravada geral na imprensa de que o Exame Nacional do Ensino Média (Enem) seria um retumbante fracasso. Desta feita, foi o jornal O Estado de S. Paulo quem mais aplicadamente bateu o bumbo da derrota governamental. O que se viu quando foram contadas oficialmente as inscrições do Enem de 2013, entretanto, foi um recorde espetacular, com mais de 7,8 milhões de adesões espontâneas da classe estudantil. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, outro que não encontrava repercussão para suas previsões de sucesso, acertara em cheio.
BOLSA-FAMÍLIA INÚTIL - Hoje um sucesso mundial, exportado para diferentes países, o Bolsa-Família, dinamizado no atual governo, que o levou para mais de 10 milhões de lares no País, foi ironizado, escrachado e combatido de todas as formas. O fato, gostem os barões da mídia ou não, é que ele sobreviveu, proliferou e modernizou-se com o passar dos anos, tornando-se o ponto de alavacangem para que 40 milhões de brasileiros, nos últimos anos, superassem sua situação de pobreza extrema.
MAIS MÉDICOS DERROTADO - Nesta sexta-feira 26, quando o programa Mais Médicos, que visa situar profissionais de Medicina nos rincões do Brasil, com salários de até R$ 10 mil para os que aceitarem o desafio, encerrou suas inscrições, mais do mesmo. Atacado por todos os flancos, o Mais Médicos obteve 18,4 mil inscrições de interessados em participar, além da adesão de mais de 3,5 mil municípios, ou 63% do total das cidades brasileiras. Um sucesso que a mídia tradicional, outra vez, não apenas não soube adiantar ao público, como o colocou no rumo errado de que, assim como os já citados anteriormente aqui, não haveria chance de dar certo. O problema, sobre esse noticiário, é que a primeira etapa do programa superou, sim, até as previsões mais otimistas – e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, pode respirar aliviado.
DESEMPREGO GALOPANTE - Para usar a expressão repetida pelo papa Francisco, a mídia tradicional, agora, "bota fé" na escalada de desemprego, depois que os dados de junho mostraram, pela primeira vez desde 2009, uma interrupção no crescimento do mercado de trabalho. O ministro Guido Mantega, da Fazenda, que, de resto, já foi retirado de seu cargo diversas vezes no noticiário recente, não apenas está lá, como garantindo que o derrotismo espalhado pelos jornais não irá triunfar. Ele garantiu que todos os indicadores do governo apontam para a manutenção da taxa de desemprego em torno do nível atual de 6% até o final do ano – e, como das vezes anteriores, suas palavras são questionadas fortemente, como se, ao mesmo desta vez, e num ponto estratégico para o governo, a mídia queria receber o prêmio de sua aposta.
ESTÁDIOS PARA 2039 - Num cúmulo de erro matemático, só explicado pela distorção ideológica produtora de parcialidade, a revista Veja, carro-chefe da Editora Abril, chegou a assegurar em uma de suas capas de 2012 que os novos estádios de futebol planejados para a Copa do Mundo só ficariam prontos, isso mesmo, em 2038! Hoje, à parte a discussão sobre custos e fiscalização no emprego de recursos, o que se sabe, a olhos vistos, é que todos os estádios prometidos, sem exceção, ou já estão prontos, e em pleno funcionamento, ou em vias de serem entregues. Um dos antecessores do papa Francisco já admitiu que nem mais os papas são infalíveis, mas Veja, apesar de todos os seus erros mal intencionados, continua vendendo a sua infalibilidade. Mas quem acredita ainda nisso?
HINO NACIONAL DE COSTAS - O jogo de 'quanto pior, melhor' praticado pela imprensa, que no passado tinha a imparcialidade como um de seus dogmas, levou a mídia a vender ao público a certeza de que o público que lotou a Arena Fonte Nova, na Bahia, para ver a estréia do Brasil contra o Japão, na Copa das Confederações, em junho, iria cantar o Hino Nacional de costas para o campo. O que houve na real, no entanto, foram mais de 40 mil pessoas emocionando os jogadores em campo com suas vozes a plenos pulmões, mão no peito, respeitando o símbolo nacional em todos os seus versos. De frente e com a cabeça erguida. De quebra, a desacreditada, pela mesma mídia, Seleção Brasileira de Futebol, venceu de forma invicta e espetacular o torneio – levando dezenas de jornalistas-torcedores a rasgarem suas inúteis apostas na derrota.
ACREDITE SE QUISERJogando em previsões sinistras e, ao não vê-las se realizarem, perdendo verticalmente em credibilidade, a mídia tradicional, nos dois últimos anos, está muito mais confundindo os leitores do que informando-os sobre o que, de fato, está acontecendo. Fosse de outra forma, os casos registrados acima não poderia ser narrados. Mas podem, porque verdadeiros.
Uma previsão séria, diante desse quadro passado, é a de que, sem a menor dúvida, a mídia que insistir na leitura da realidade pelo caleidoscópio da ideologia irá continuar, cada vez mais, confundindo e desinformando. Acredita quem quiser no que lá está escrito.

Souvenir... Que emociona

E eis que em recente e honrosa visita que recebí do amigo e imortal número dois da Academia Palmense de Letras Eliton Meneses, o danado me traz nada mais nada menos que uma miniatura das ruínas do coliseum romano. E por que mesmo antes de abrir a embalagem eu perguntei: "-É o coliseum não é?", ele já foi me definindo de "e você é o profeta!!!"

Dito e feito.  Mas o melhor estava por vir... O danado ainda me trouxera um fragmento original da construção. Não mais que cinco gramas de uma tonalidade um pouco azulada.

Como Ariano Suassuna que um dia dissera que ao ir no lugar onde tombou o bando de lampião e trouxe uma pedra avermelhada que segundo ele era banhada pelo sangue dos bravos heróis cangaceiros,  eu logo conjecturei: Deve ser meu sangue quando da época das bigas... Mas olhem só a controvérsia...

Um nobre, (possivelmente muito orgulhoso) lutando na arena... Ainda bem que desse orgulho oceânico, hoje carrego muito pouco em meu sangue. Graças à regeneração das vivências dos últimos milênios transformei meu sanguem em cor avermelhada. Comum a todos os mortais. Nobreza nunca mais. Só de espírito.

Tenho dito... E sempre!!!


quinta-feira, 25 de julho de 2013

A semana nem terminou e graças a Deus eu já a ganhei...

Duas boas coisas além de uma semana de muito trabalho quase chegando ao finalzinho me ocorreram de ontem para cá. Umas duas horas de prosa ontem a noite que continuou com a visita do meu irmão e cumpadre Parente De Albuquerque Júnior, hoje cedinho e agorinha a noite visita do também irmão, amigo e imortal da Academia Palmense de Letras APL Eliton Meneses.  Com o primeiro traçamos um rascunho para  por todo o mês de outubro trazermos para Coreaú um palestrante espírita para um dia ou quiçá dois de divulgação da coutrina do consolador. A mim caberá a tarefa mais fácil: Arranjar um espaço público para o evento e a divulgação do mesmo. Será o marco inicial e público dos estudos espíritas em grupo aqui nesta cidade. O dever nos chama a isso e disciplina será preciso... Vamos fazer com a proteção Divina com certeza. Com o segundo uma boa prosa sobre seu recente tour pela Europa. Proseamos sobre vários assuntos sem ligar muito para preconceitos. Rimos e aprendemos um pouco mais sobre o velho munto. Uma grande alegria me correu os nervos quando o mesmo me entregou embalado um souvenir. Antes mesmo de abrir eu falei: É uma réplica do coliseum? E fui abrindo... Era sim eu acertara... Ele brincando, me chamou de profeta... 

Fulô já dissera: Que eu tinha chorado na barriga da mãe. E para os antigos quem no útero materno chora possui o dom de antever as coisas... Será...

Fechando a quinta feira. Graças a Deus tudo de bom... E que continui assim...

Tenho dito... E sempre!!!

terça-feira, 23 de julho de 2013

Minha modesta homenagem ao grande compositor e sanfoneiro nordestino que não andava de avião: Dominguinhos...

São tantas coisa que eu me a lembro...
Da inté vontade de chorar...
Mas vou me aguentando aqui...
Tentando me alegrá...
Nos deixou o Dominguinhos
E foi prás bandas de lá...

Dos ceús só pode ter ido...
Pois não teria outro lugar...
Quem tanta alegria nos deu...
Com outros bons foi se ajuntar...

O céu deve de está in festa...
Melodias a tocar...
Sivuca canta feira de mangaio...
Luis canta o sabiá...
Chico Anísio Folia de Reis...
Gonzaguinha, "Nunca pare de chorar"
Jacson canta "Sebatiana"
E todos põe-se a dançar...
A música de qualidade
Que aqui está a faltar...
Mas vamos com fé em Deus...
Pois também iremos prá lá...
Esperemos não ser logo...
E que Deus queira retardar...
Pois aqui temos labuta...
Para o mundo melhorar...
Educando... ajudando...
Não nos ponhemos a chorar...
É só ligar o vinil...
E na vitrola radar...
Os sucessos destes gênios
Que a vida vai miorá...

Tenho dito... E sempre!!!

terça-feira, 16 de julho de 2013

O manicômio...

Ei... ei... psiu... Você mesmo... voce que acabou de dar um clique na imagem abaixo de um rádio antigo da marca ABC Canarinho... É com voce mesmo que quero dialogar... Ou seria monologar? Sei lá... Quero apenas falar algo... algo que me veio à mente agorinha "mermo" neste finalzinho de tarde nostágico...

Pois bem: Dê-me um minutinho de sua leitura e ficarei grato... Eternamente grato... Vamos lá?

Faz muito tempo em uma conversa amigável com meu amigo e colega de trabalho Francisco Eleumar Vaz Cordeiro, ele me falou algo interessante.
Disse ele: "-Nos dias atuais a gente absorve somente em um único dia informações que um homem na idade média levava a vida inteira para tê-las."

Atentai bem para esta grande e dolorosa verdade my friends... E para que nos serve esta bagagem oceânica de informações, a não ser para nos tornarmos um pouco mais loucos neste manicômio em que se tornou o planeta?

Aí vi a foto abaixo em algum site, publiquei e vou grafar umas mal traçadas linhas. Me alembro como se hoje fosse dum pretérito que medido em anos da umas quatro décadas de tamanho, quando ainda moleque bem no pezinho da serra da penaduba se reuniam pelo menos uma vez por semana toda a vizinhança para ouvir rádio na casa de "rórró" a philósofa matuta que desenhava o nome nos quinze de novembro de outrora. Era só isso... O restante era somente paz e tranquilidade...

Devido ao alto custo das pilhas Ray O Vac, as amarelhinhas o Rádio ABC Canarinho era ligado somenteàs 16:00 h, de segunda à sexta feira para ouvir um programa de violas, adentrava à noitinha por que não podíamos perder o programa Varandão da Fazenda na Rádio Tupinambá de Sobral com o grande locutor Atibones Ximenes e mais uma horinha com as notícias da Vóz do Brasil... Nos finais de semana somente no domingo para ouvir a missa na Rádio Educadora de Sobral que se não me falha a memória pertencia à Diocese Católica...

Pronto!!! Isso era tudo que precisávamos para nosso laser. O restante era trabalhar e viver feliz... Bons tempos não?

Aí veio a máquina mágica de moer gente, chamam-na de televisão, e outras geringonças mais para entreter as pessoas... Aí veio mais notícias e o que é pior. Vinham ilustradas...

Aí vei esta tal de computador e f*d#u, ou melhor, melhorou tudo... Mardita incrusã digitá"  Há uma interação gigantesca e constante que não nos dá um só minuto de sossego...

É caros amigos... É realmente uma carga insuportável de informações para a gente... Não há filtros... Não sabemos para onde por os olhos... O cérebro fervilha... O coração se agita... Os nervos fervem...

Pare!!! Pare!!! Pare!!! Pare o mundo que eu quero descer... Ou então me deixe apertar a tecla return para ter paz e ser feliz novamente...

Tenho dito... E sempre!!!

domingo, 14 de julho de 2013

Em e-mail de engenheiro Eliton Meneses

A Historia e o Fascínio do Feiceismo do “Anonymous”, o novo partido único da direita, dirigido de Londres.


Rogerio Mattos Costa, de Madrid



História breve do Brasil, – da Ditadura ao “Feicismo” – ,  dedicada aos jovens que estão nas ruas fazendo o país avançar, mas que não querem ser usados pela CIA para fazer o Brasil voltar atrás.


1.      Nos anos 50, eles se agrupavam num partido chamado UDN, que defendia sempre os interesses dos Estados Unidos no Brasil, a ponto de seu presidente, o tristemente célebre deputado Mangabeira, quando na presidência do Congresso Nacional ter beijado a mão do General americano Dwight Eisenhouwer candidato a presidente daquele país,
como se pode ver nessa foto.



2.      Sempre derrotados pelos trabalhistas, chefiados primeiro por Vargas e depois por Brizola e Juscelino em 1959 eles chegam à conclusão que precisariam deixar de parecer partido das elites e tinham que conseguir um candidato que parecesse ser do povo se quisessem ganhar as eleições presidenciais.

3.      Em 1960, finalmente, eles tinham vencido uma eleição para presidente, tendo como candidato
Jânio Quadros, um candidato que, nos comícios, comia na frente do microfone um grande sanduiche de mortadela para parecer popular e usava uma vassoura na mão como símbolo de que iria acabar com a corrupção.

4.      Mas seu presidente, Jânio Quadros, renunciou seis meses depois de tomar posse. Eles e os militares queriam impedir que o vice tomasse posse, que na época era eleito em separado, João Goulart, também um trabalhista.

5.      Em 1962 e 1963 eles tentaram por três vezes, sem sucesso, aplicar um novo golpe de estado. Seu chefe era Carlos Lacerda, jornalista financiado pela Agencia Central de Inteligência, a CIA, que teve um papel chave na deposição e morte de Getúlio Vargas em 1954.

1.      Aproveitando-se da grande religiosidade do povo, eles criaram programas religiosos nas principais rádios do Brasil, nos quais pretensos “
padres americanos”, na verdade agentes da CIA infiltrados na igreja católica, chefiados por Patrick Peiton, diziam que a “Virgem Maria os havia enviado ao Brasil para salvar o país de vocês do comunismo.”

2.      Finalmente, aliados a alguns generais brasileiros e chefiados por Lacerda, então governador da Guanabara e pelo embaixador americano Lincoln Gordon, em 1º de Abril de 1964, eles
derrubaram, com o total apoio dos seus veículos de comunicação, não apenas o presidente trabalhista, João Goulart, mas o regime democrático.

3.      Entre outros “crimes”, eles acusavam Goulart de defender a reforma agrária e principalmente por ter
aumentado em 100% o salário mínimo, congelado por oito anos, o que era um sinal de que o presidente eleito “queria implantar o comunismo no Brasil”.

4.      Com seus rádios e TVs, num mesmo dia, eles convocaram uma “Marcha com Deus pela Democracia”, que levou às ruas dezenas de milhares de pessoas, (do blogue: Manada tangida, alienada e medíocre) principalmente da classe média, para “pedir a intervenção dos militares”. Tal como ocorre hoje em dia no Egito, no Brasil, na Turquia, através do “Facebook”.

5.      Para dar o golpe, eles e os generais revoltosos cometeram vários crimes. Entre eles o principal, de traição de sua pátria,
conspirando contra seu próprio governo, dentro da embaixada americana no Rio de Janeiro, planejando o golpe com a ajuda de generais estadunidenses, chefiados por Vernon Walters, que era da CIA.

6.      Para perpetrar o golpe, eles contaram com a ajuda do porta-aviões, dos navios e dos bombardeiros da Sétima Frota da Marinha dos Estados Unidos, deslocada do Caribe para dar apoio militar aos generais que traíram seus próprios camaradas de armas,
como provam estas gravações entre o presidente estadunidense Lyndon Johnson e seus auxiliares.

7.      Caso o golpe não tivesse sucesso, o comando da Sétima Frota recebeu, dos generais brasileiros aliados dos golpistas, as informações precisas sobre onde atacar as tropas que permanecessem leais ao presidente eleito.

8.      Por meio de mapas e fotos aéreas, os golpistas apontaram aos militares americanos, onde estavam os quartéis dos nossos soldados, nossas baterias anti-aéreas e de artilharia de costa, cometendo assim um autêntico ato de traição à pátria.

9.      Eles apontaram ainda como alvos principais que precisavam ser destruídos para minar a resistência do governo,
a Refinaria Duque de Caxias da Petrobrás, a Usina Siderúrgica Nacional e a Fábrica Nacional de Motores, empresas estatais contra cuja criação, seu partido, a UDN, sempre havia se oposto “para não fazer concorrência com as empresas privadas”, a grande maioria estrangeiras.

10.   Após consolidado o golpe, eles e os generais que com apoio entusiástico de seus jornais haviam roubado o poder para “defender a Democracia com a Ajuda de Deus”, traíram suas promessas e nunca mais realizaram eleições diretas para presidente, governador e prefeitos das capitais.

11.   Eles fecharam o congresso, cassaram mandatos, prenderam prefeitos, vereadores, parlamentares adversários. A alguns como o deputado comunista Gregório Bezerra
amarraram na traseira de um Jeep do exército e arrastaram meio morto, algemado, pelas ruas de Recife.

12.   Eles implantaram o regime de exceção, que governava por decretos e não por leis,
que seus jornais, rádios e TVs aplaudiram e louvaram por 21 anos.

13.   A ditadura que eles apoiaram proibiu a existência de partidos políticos, estabeleceu a
censura a livros, revistas, músicas, poesias, rádios e jornais que deveria aprovar antes, qualquer coisa antes de ser publicada. Centenas de jornalistas foram presos, torturados, mortos ou processados naquela época.

14.  
A ditadura que eles apoiaram, fechou milhares de sindicatos em todo o Brasil, cassou mandatos de senadores e deputados adversários, prendeu sem ordem judicial, sequestrou, torturou e matou seus opositores e qualquer pessoa que continuasse defendendo a democracia.

15.   Em 1968,
devido a manifestações estudantis muito menores do que as atuais, que eles classificavam de “perigoso atentado terrorista”, eles aplaudiram o fechamento do congresso e a cassação do deputado federal Márcio Alves.

16.   Eles interviram no Supremo Tribunal Federal, colocando lá, advogados ambiciosos que prestavam serviços às suas empresas, que agradecidos pela fama e pelos salários, não se importaram nada com as
violências contra as instituições democráticas e os direitos individuais.

17.   Eles sempre quiseram interferir na memória da juventude, sempre jogaram muito na alienação dos estudantes, na sua cooptação para que se esquecessem do que haviam presenciado . E principalmente no
repúdio e no esquecimento dos jovens quanto à nossa música, à nossa cultura.

18.   E aqui começa algo que iria se repetir ao longo de mais de quarenta anos: a sucessiva troca de nome dos partidos usados por eles.

19.   A coisa funcionava assim: na medida em que o povo, nas eleições, os derrotava seus partidos, pois identificava a sua sigla com os que atuaram sempre contra os trabalhadores e a favor dos interesses de empresas e do governo dos Estados Unidos, eles mudavam o nome dos seus partidos.

20.   UDN, ARENA, PDS, PFL, DEM, PSDB…Imagino que você já ouviu falar nesses nomes de partidos, é claro. Mas é sempre bom conhecer mais um pouco.

21.   Uma vez que a UDN, seu primeiro partido, já tinha ficado conhecida pelo povo como partido que atentou contra a democracia e como partido dos golpistas, aliados das empresas americanas, eles trocaram seu nome e a velha UDN passou a chamar-se ARENA, ou “Aliança Renovadora Nacional”. (Do blogue: E aqui em terras sucupiranas eu sei muito bem o nome de todos os que a esta agremiação partidário criminosa pertencera)

22.   Através de suas estações de televisão, eles promoveram
uma verdadeira lavagem cerebral em massa, ganhando de uma só vez, centenas de concessões de rádio e TV, em todo o país, formando uma rede de veículos de comunicação.

23.   Nos 21 anos que se seguiram,
eles ganharam fortunas imensas, medidas em bilhões de dólares como pagamento da publicidade oficial que faziam dos governos da ditadura, sem qualquer tipo de licitação.

24.   Através do emprego de equipamentos de televisão de ultima geração e do vídeo tape e com recursos quase ilimitados, eles passaram a produzir programas e telenovelas de
qualidade muito elevada para a época, que passaram a hipnotizar a classe média.

25.   Nas eleições eles sempre apoiaram descaradamente a ARENA, que era a antiga UDN. Faziam isso como hoje em dia,  sem nenhuma preocupação em manter um mínimo de imparcialidade. Eles simplesmente ignoravam a existência do único partido de oposição que era permitido, que era o MDB. (Do blogue: quem não lembra do velhos modebas)

26.   Nas eleições para vereadores e deputados, as únicas permitidas, os candidatos ou qualquer um que criticasse o governo era simplesmente preso, torturados e vários simplesmente desapareceram. Muitos foram mortos sob tortura e seus corpos jogados do alto de aviões, sobre o mar.

27.   Assim mesmo, a partir de 1974, a máscara começou a cair e a ARENA começou a ser reconhecida como o partido da ditadura e então para tentar enganar os eleitores eles mudaram seu nome, que já tinha sido UDN, agora para PDS ou “Partido Democrático Social”.  (Do blogue: E os camalões locais continuaram trocando sua camuflagem)

28.   Em 1978, quando através de greves e manifestações os trabalhadores protestaram  contra o arrocho salarial, eles ficaram contra os trabalhadores e a favor da repressão aos operários. Suas emissoras de TV mostravam Lula e os trabalhadores em greve como terroristas, bandidos e arruaceiros e aplaudiram sua prisão e o fechamento dos sindicatos paulistas.

29.   Em 1979, quando Lula propôs a criação de um partido da classe trabalhadora, eles com seus veículos de informação fizeram de tudo para impedir, ridicularizando a iniciativa e dizendo que nunca isso seria possível, já que seus membros seriam ignorantes, incultos e semi-analfabetos.

30.   Quando em 1986, a população saiu às ruas em todo o país para exigir a realização de eleições diretas para presidente e governadores, eles simplesmente não transmitiam nenhuma imagem, nem noticiavam nenhuma manifestação.

31.   Sabendo que não iriam poder manter aquela situação por mais tempo, e vendo que haveriam eleições diretas eles trocaram novamente o nome do seu partido, que de PDS, passou a chamar-se PFL – “Partido da Frente Liberal”.

32.   Para auxiliar o PFL, que já nasceu muito “manjado” como partido da ditadura, eles criaram outro partido, chamado PSDB, chefiado por Fernando Henrique Cardoso, sociólogo que também
era financiado pela Agencia Central de Inteligência, como contou a escritora Francis Stonor Sauders em seus livro “Quem pagou a conta?”

33.   Em 1989, eles criaram a figura de Fernando Collor como o Caçador de Marajás, apoiando sua campanha de forma descarada, pois ele mesmo era um membro de sua rede de TVs.

34.   Quando Lula enfrentou Collor nas eleições em 1989 e chegou ao segundo turno, eles  editaram o debate na TV, retirando partes onde Collor foi mal e retirando os momentos onde Lula foi bem.

35.   Nas quatro eleições presidenciais em que Lula concorreu, eles ficaram abertamente a favor de Color, FHC e Serra.Na ultima eleição, eles ficaram contra Dilma, com todas as suas televisões apoiando Alkmin e forma mais uma vez derrotados.

36.   O PFL, seu partido, ficou tão desmoralizado que só ganhou as eleições para governador em um único Estado. E de nada adiantou, mais uma vez, eles terem mudado seu nome para Democratas, ou DEM, pois o povo, com a ajuda da internet, começou a seguir seus passos nessa floresta de siglas e nomes de partidos que eles criaram para confundir o povo.

37.   Mas eles nunca desistem. Derrotados nas urnas a cada dois anos desde 2002, com seus lideres e seus partidos totalmente desacreditados, eles
tentam novamente, sempre contando com apoio decidido da Agencia Central de Inteligência e do Governo dos Estados Unidos.

38.   O governo americano e suas empresas monopolistas não admitem que o Brasil tenha crescido do 10º para o 6º lugar entre as maiores economias do mundo, nem que sejamos os maiores produtores de vários produtos industriais e agrícolas do mundo. E nem que tenhamos um governo que não obedeça a tudo que eles mandam.

39.   Eles e seus patrões americanos não suportam a ideia de que
um metalúrgico e uma ex-guerrilheira tenham colocado 1,5 milhão de jovens pobres nas universidades e construído 240 escolas técnicas federais, criando 18 milhões de empregos em dez anos.

40.   Eles e seus patrões americanos não suportam a ideia de que apenas esses dois presidentes tenham tirado 28 milhões de pessoas da miséria absoluta com o Bolsa Familia e 31 milhões tenham passado da pobreza para a classe média.

41.    Mas os tempos são outros. Agora, na era da informática e da internet, em todo o mundo, basta ver os telejornais para perceber que
eles não usam apenas tanques de guerra, soldados, nem só jornais, rádios e TVs para derrubar governos.
42.   Manejando programas de internet como “Facebook” desenvolvidos por encomenda do próprio governo dos Estados Unidos, eles tentam agora, derrubar a Presidenta Dilma.

43.   Em vez de usar tanques de guerra e a sétima frota da Marinha Americana, eles agora tentam um golpe de tipo novo, com ajuda de programas que também são encontrados em versões comerciais, que simulam serem autênticos, mas que enviam de um único computador milhares de mensagens por minuto.

44.   Percebendo que iriam perder as próximas eleições em 2014 eles pretendem tornar realidade mais uma vez, seu velho sonho: como seus partidos estão desmoralizados, querem acabar com os outros partidos políticos e implantar a sua ditadura mais uma vez.

45.   E novamente, dar um golpe de estado, novamente com a ajuda da CIA, que criou o Facebook e os sistemas usados como ferramenta de controle e de mobilização de milhares de pessoas “adicionadas”, que recebem mensagens de “seus amigos”, sem saber que podem não ser verdadeiras, como denunciaram Julien Assenge e Edward Snowden.

46.   No “Facebook” pessoas identificadas com eles dizem que querem acabar com os partidos políticos.

47.   E que querem criar uma “Democracia Direta”, que funcionaria pela internet, através do “Facebook”. Eles querem que Dilma renuncie, que os partidos sejam fechados.

48.   Em vez de eleições diretas, votação pela internet. Em vez de Congresso Nacional, votação pela internet.  Mas qual a garantia de segurança e autenticidade da votação?

49.   Isso “eles” não explicam.

50.   O único partido admitido seria o “Partido do Facebook”, como se em qualquer lugar não se pudesse comprar e baixar programas que votam dezenas de vezes em qualquer “pesquisa”, que enviam milhares de mensagens automáticas em nome de milhares de pessoas diferentes.

51.   Eles querem que acreditemos que quem não defende o “Feicismo” é antiquado, “careta” e atrasado. Eles querem incentivar inúmeros conflitos no seio do povo, jogando jovens contra “velhos”. Querem jogar evangélicos contra gays. Querem jogar os que são a favor do aborto contra os que são contra o aborto. Eles querem dividir o povo e desviar a atenção das verdadeiras questões.

52.   Por exemplo, na questão do transporte coletivo, eles e seus meios de comunicação nem tocaram na questão do excessivo e abusivo lucro e sinais exteriores de riqueza das empresas que dominam, por meio de cartéis fechados, o negócio em cada capital do país.

53.   Eles estimulam através do “Feice” e da televisão, cenas de violência, de preconceito, de intolerância. Enquanto isso tentam manipular e orientar as manifestações de rua através do “Anonymous”, uma empresa privada, com sede em Londres,
criada pela CIA para contratar jovens de classe média entusiasmados com computadores e jovens desempregados do terceiro mundo.

54.   É preciso reagir a essa tentativa da inteligência militar norte-americana, inglesa e israelense de manipular os movimentos de rua,
divulgando informações verdadeiras.

55.   Eles devotam um ódio irracional contra Lula por não poderem admitir que um operário tenha em oito anos, criado mais de 15 milhões de empregos, tirado 28 milhões de pessoas da faixa da miséria e passado 31 milhões de pessoas da pobreza para a classe média.

56.   Eles estimulam o preconceito racial, o ódio religioso, o preconceito contra nordestinos e todo tipo de pensamento que seja mesquinho, egoísta, conservador e reacionário.

57.   Reparem como eles propagam o ódio ao Brasil e o elogio a tudo que venha dos Estados Unidos ou da Inglaterra. Eles estimulam a que tenhamos vergonha de sermos brasileiros, que não tenhamos em nós qualquer traço de patriotismo, que consideram coisa atrasada. Mas que sempre elogiam e admiram nos americanos.

58.   Eles estão agora no Brasil, atacando o Brasil através de agentes brasileiros contra as nossas conquistas, contra a democracia, contra qualquer coisa que seja brasileira, são contra qualquer política social compensatória como o Bolsa Família, que mantem as crianças nas escolas e vacinadas, propiciando mais dignidade a milhões de famílias, principalmente aquelas dirigidas por mulheres.

59.   Eles são contra as cotas sociais e raciais nas universidades, que já permitiram que mais de um milhão e meio de jovens pobres e descendentes de vítimas da escravidão, tivessem condição de formar-se médicos, engenheiros, advogados, etc.

60.   Aproveitando a lavagem cerebral promovida pela TV durante esse 50 últimos anos, bem como a falta de qualquer preocupação do governo e do PT em dar educação política ao povo, em ter qualquer meio de comunicação que não esteja sob o controle do capital americano, inglês ou israelense, eles querem culpar Lula, Dilma e o PT pelo enorme atraso do Brasil. Que por ironia, são exatamente aqueles que mais fizeram pela diminuição dessas desigualdades.

61.   Trabalhando para eles, comandados por eles, vicejam dentro do “face” inúmeros agrupamentos que usam o “charme da clandestinidade” para atrair os incautos e os mais distanciados da realidade. Será que alguém ainda acredita que um grupo de valentes cidadãos anônimos teria tanto dinheiro e recursos para produzir centenas de vídeos contra o governo brasileiro como o tal “Anonimous”?

62.   Alguns grupos são extremamente preparados, controlados de fora do país como o “Anonymous”,  formado pela CIA, pelo Mossad e pelo M-16, os serviços secretos de Israel e da Inglaterra.

63.  
Usando jovens mascarados, são eles que tentam conduzir e direcionar as manifestações e com a ajuda da TV e de vídeos postados no Youtube, impor a elas suas palavras de ordem e as suas pautas, bem como sugerir seus trajetos, estimular os atos de violência.

64.   Será que a essa altura, você já sabe quem são “eles”?


Parabéns!

Se souber, você já passou para o outro nível de nosso Curso Breve de História.

Agora é só aguardar.

Divulgue esse texto entre seus amigos e em suas listas de contato.

sábado, 13 de julho de 2013

Hoje é somente para mim...

https://www.youtube.com/watch?v=XMbvcp480Y4

Adagio in G Minor (Albinoni) - Para mim somente...

A Premier de premier...

Quiseram fazer o maior escãndalo... O maior bafafá... Mas parece que não deu certo não... Afinal o que há de anormal os jovens já naqueles tempos e em local onde é plenamente permitido fazer topless... 

Que crime há nisso? Afinal qual de nós viemos ao mundo vestidos? Atirem a primeira pedra... Mantidas as devidas proporções o que adquere nosso corpo durante a vida além de algumas glândulas e alguns pelos em determinadas regiões do corpo? E algumas rugas quando envelhecemos?

Será que o pecado está nestas três coisas de pouca importância para mim pelo menos?

Cliqueaqui para saber o motivo de minha indignação.

Tudo não passaria de pura inveja? Ademais uma moça bonita, inteligente, estudante de Física (mostra que usava mais de dois neurônios, coisa nada comum aos que hoje atiram pedras nela), só por que se tornou primeira ministra de uma das nações mais desenvolvidas do velho mundo, não pode fazer o que muitos mortais fazem?

Hipócritas!!! Aí de vós hipócritas... Já dizia o sábio Aparicio Tolerey o Barão de Ytararé, que nunca deveríamos confundir sisudez com seriedade... Só por que muitos políticos mundo a fora mostram uma cara sisuda. No Brasil é regra. Todos sisudos, ternos e gravatas alinhados, bolsos fundos. É justamente nestes trajes que escondem a imoralidade que aprontam contra o povo e que apontam na belíssima foto da hoje senhora primeira ministra de uma grande nação desenvolvida quando de sua juventude.Há uma beleza singular na foto. Há um tom de nostalgia também. Há sorrisos, há vida nisso tudo. Só não consigo ver pecado muito menos imoralidade. 

Tenho dito... E sempre!!!
Angela Merkel e amigas aos vinte anos de idade praticando naturismo


Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/vasto-mundo/a-foto-que-incendeia-as-redes-sociais-a-poderosa-angela-merkel-quando-jovem-praticando-nudismo/