Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

sábado, 13 de julho de 2013

Religião: A praga de todas as pragas... Pois bem:

"Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas."


É isso mesmo. E eu do alto de minha infinita "ingnorança" como diz o matuto assino em baixo. Esta foi a mais perfeita, completa e racional definição que já li sobre quem é Deus. E está lá, escrita na primeira obra da codificação espírita, (a Doutrina do Consolador) de Alan Kardek, O livro dos espíritos.

E por que já li e relí as escrituras sagradas por duas vezes, tendo ao meu lado, um bom dicionário, um bom livro de história, um bom livro de geografia, o fiz sem nenhuma defesa religiosa, desprovido de cegueira dogmática e embasado até a beirada como diz o matuto, de razão. Muita razão. Checando datas e localizações, comparando com a história e por aí vai, cheguei à conclusão título destas mal traçadas linhas sucupiranas...

Para por água na fervura, como dizia rórró, a philósofa matuta que desenhava o nome nos quinze de novembro de outrora ou quiçá (colocar mais lenha na fogueira royalties para rórró também), vou lhos arguí com duas perguntinhas básicas. Perguntinhas básicas estas, especialmente para meus poucos leitores debuladores de contas e ou folheadores das escrituras sagradas (serão sagradas mesmo?) e também para os que já tem decorados alguns versículos das mesmas para declamarem quando desejam hipnotizar os incautos seres que buscam a salvação e momentaneamente se encontram meio perdidos em desiluções efêmeras, já que a grande parte dos meus ilustres visitantes leitores são pessoas de cultura advanced. 

-Deixe de fazer média e puxar saco dos leitores destas crônicas perniciosas seu filho dumá ég...

-Calma!!! Calma... Amado, estimado, idolatrado e tantos outros ...ados leitor destas mal traçadas linhas... Pois o tenho entre os de elevado nível cultural meu amigo... Que qui é isso... Logo você que apesar de nunca ter concordado comigo, sempre leu minhas pecaminosas palavras... É bem verdade que sempre leste com apenas um olho, pensando em preservar o segundo, caso foste castigado com a cegueira, por ler tamanhas heresias... Mas o tenho na minha lista de favoritos... Então acalme-se... Explicar-lho-ei agorinha mesmo... Ou melhor: Farei as duas perguntinhas básicas que me propús a fazer lá em cima antes de ser interrompido por tão estimado leitor...

-Então faça!!!

-Fár-lo-ei: Primeira: O que é mesmo religião?

-Segunda: Que religião fora criada por Deus, ou mais recentemente por Jesus, seu Filho que veio ao mundo da morrer por todos nós e nos salvar? Respondam então...

-Vamos estou aguardando...

Esta resposta não virá nunca... Sabe porquê? Por que já as fiz aqui, nesta e noutras demosucupiranas tribunas que me honram com seus espaços onde exponho minhas opiniões, por várias vezes e as respostas foram sempre o silêncio. Não sei se propositadamente ou por ignorância. Mas sempre me deram o silêncio como resposta. E eu sempre as respondo. Mas parece que ninguém leva a sério, pois logo depois ninguem mais sabe as tais respostas...

Respondendo: A resposta para a primeira é ligar o homem ao seu criador, ou seja: Provém do vocábulo latino "religare". Fora proposta talvez com a melhor das intenções para acalmar os homens bárbaros de outrora e adocicar seus corações com a promessa de uní-los a Deus, já que a carnificina reinava naqueles tempos entre irmãos... Mas parece que este termo nunca surtiu efeito, porque ao contrario estas religiões fizeram sempre o contrário. Nenhuma delas levou homem alguam à presença divina, muito pelo contrário. Todas elas. Vejam bem: Eu escreví T-O-D-A-S sem nenhuma exceção simplesmente afastaram as criaturas de Seu Criador... Mas uma justificativa prática que prova a razão título destas mal traçadas linhas sucupiranas...

A segunda resposta: Deus e Jessu nunca criaram nenhuma religião. Mas uma vez no modesto entender deste ignorante escriba mor sucupirana, Eles desejam que o homem caminhem de maneira justa, amorosa, e amável em seus rumos, sem precisarem se sacrificar em templos e promessas de falsos messias acobertados por mercenárias agremiações religiosoas. 

Mas a manada burra e alienada, ignorando a lógica e a razão, e preferindo trilhar a estrada reta, larga e pavimentada paga alto pedágio para chegar aos céus (da boca da onça é claro, mas uma vez royalties para rórró, a philósofa matuta) e enche as burras destes mercenários que os enganam ao longo dos milênios com falsas promessas de lhes colocarem dentro do paraíso.

Até quando? Até quando?

E o pior disso tudo é que fico a extremeçer quando vejo algumas delas aliciar a juventude de mente fértil formando seus batalhões para as guerras futuras, já que muitas delas desacreditadas que estão temem verem seus impérios desabarem diante as claridades racionais que se apresentam nos horizontes do porvir... É esperteza oceânica, diria Tião... 

Tenho dito... E sempre!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário