Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Contagem regressiva... ZERO!!!


Pois bem, dois pontos abre aspas e travessão. Como disse anteriormente ninguém é obrigado a prometer, mas prometendo é obrigado a cumprir...

Dias atrás a exemplo do Conde Play Boy lá do sul eu, o Rei de Sucupira, prometi enterrar também até o dia trinta de setembro algum bem valioso em meu quintal...

Por questões humanitárias exclui a coroa...

Divulgado meus planos comecei a divulgação maciça como também a contagem regressiva para o grande feito.

Esperava contar com cobertura da imprensa mundial... CNN, NHK, BBC, UOL e demais veículos de comunicação de alcance em todo o planeta...

Para atrair mais a atenção e também por que nem saber do que dispor de valor significativo deixei em aberto o objeto de sepultamento neste dia trinta de setembro de 2013.

Chegou o tal dia...

Tudo tranquilo. Não veio ninguém fazer a cobertura do evento... Que tristeza...

Mas nem por isso desisti... Um rei não falta com a palavra...

Amanhece o dia trinta e logo cedo começo a inventariar meu patrimônio em busca de algo valoroso... Algo que me envaidece de possuir... Algo que me tornara diferente dos demais...

Reviro, armários, gavetas, caixas e mais caixas em busca do objeto ou dos objetos de maiores valores materiais que adquiri na vida...

E lá pelo meio dia eis que... Eureka!!!

Mofados e amarelados pelo tempo encontro o meu tesouro perdido: "Meu certificado do curso de datilografia emitido em dezembro de 1983, meu certificado de conclusão do curso do segundo grau emitido em dezembro de 1988 e meu certificado de conclusão do curso de Engenharia Operacional de Construção Civil emitido em janeiro de 1993..."

Juntando tudo isso não é bem um Bentley, mas considerando que foi difícil adquiri-los, sentimentalmente valem até mais que o bólido em close...

Não titubeei... Por falta de outra... E por não ter tu... vai "tus mesmos"...

Aos soluços quase inaudíveis, (nada de prantos de gente mal educada e ignorante, só o serei assim a partir de amanhã) empacotei minha relíquia patrimonial e numa pequena cova rasa (não pensem que fora rasa para que eu vá resgatá-los depois) sepultei conforme prometido...

Apesar da indiferença da grande mídia este modesto perfil sucupirano registra através de umas poucas mal traçadas linhas, o feito...

Desfaz-se então neste trinta de setembro o Rei de Sucupira, de seu maior patrimônio material e por que não dizer também cultural, afinal de contas me lembro da alegria de meu velho ao mostrar-lhe a primeira folha depromatória.

-Este meu filho vai ser dôtô!!! Disse ele com satisfação ao olhar a certificação... Pois é meu velho... Não honrei seus desejos... Fazer o quê?

E com esta valiosíssima bagagem de "cultura" de que hoje me desfaço, o que adquiri ao longo dos anos? 

-Antipatia de poderosos, indiferença de aletrados e tantas outras coisas desconfortáveis. Tão desconfortáveis que: A exemplo do personagem Cypher (cliqui aqui para assistir) do filme Matrix que depois de nove anos resolve voltar para o sonho...

Eu também: Amanhecerei amanhã, primeiro de outubro um ignorante. É que já fiz agorinha mesmo pela internet um pós doutorado express "Latu Sensu" em ignorância e bestialidade. Só isso... Queriam incluir totalmente free a cadeira de puxa saquismo... Não me interessei. Para viver confortavelmente e tranquilo daqui pra frente, acho que estas duas qualidades me bastam. Ademais nem sou ganancioso...


Tenho dito... E sempre!!!


P.S.: Despeçam-se caros amigos de um "nobre aspirante a culto e intelectual" a preparem-se para conviver (creio que não seja difícil) a partir de amanhã com mais um ignorante. Ah... Ia me esquecendo: E abestado também...

De Tião para Fulô - Gilberto Gil

domingo, 29 de setembro de 2013

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

De Tião para Fulô: ABBA - The Winner Takes It All 1980

Por que isso é uma praga

Isso

Chamar quem mesmo?

Clique aqui para saber.

On ou off?

Clique aqui e saiba mais...

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Da série: Abafando!!!

E os professores do oitavo ano ou seria serie, da escola onde a pequena prole compra a preços nada módicos, conhecimento, disciplina e educação são campeões de mandar os alunos copiarem os livros e textos longos como cumprimento de tarefas escolares como se o objetivo dos mesmos fossem apenas ensinar a escrever. Explicar conteúdos com profundidade, espirito crítico e clareza que é bom nada... Há caos e eu tenho guardado muitos os trabalhos (extensos apenas e cansativos para crianças adolescente, olha a "ler" aí gente) em que a tarefa de férias fora copiar quase um quarto do livro de inglês e outro em que fora proposto questionário com indagação sobre quando surgiu o "subdesenvolvimento" no mundo? Assim sendo só me resta clamar: "-Glorifica igreja!!! . 

Mas será que o subdesenvolvimento da humanidade, dos povos e nações não está aí desde o princípio e apenas o desenvolvimento chegou a partir dos esforços da humanidade para viverem em melhores condições de vida... É como dizia o Zé Simão da folha uol, dois pontos abre aspas e travessão. "-A turma do ginasial mal feito." Bora estudar gente? Que tal começar pela tabuada e carta de abc...

Com tantas facilidade de São Google, sou mais o tempo em que "my teachers Antony Moacyr and Alfred teacher levavam durante todo o ano apenas as músicas imagine de John Lennon and Feelings de  Morris Albert, para a gente cantar e traduzir em sala de aula. Até fazia calos, mas na língua. E apredíamos... "Ingilês" é claro, mas aprendíamos...

Sucupira não muda mesmo... Em tempos pretéritos assim já era o ensino. Na parte alta se ensinava comunicação e expressão, ciências e programas de saúde, matemática, estudos sociais de maneira técnica e com precisão cirúrgica, já na parte baixa, o negócio era fazer cópias e mais cópias, esquemas tópicos com flechas e apontamento... 

Não é a toa que o grupo de farda verde oliva com blusa branca sempre ia parar na Universidade Federal do Ceará enquanto o grupo de farda azul celeste chegava apenas na Universidade Vale do Acaraú. Com muitas dificuldades é claro...

Valeu anos setenta e oitenta... E o que é melhor: Totalmente free...

Tenho dito... E sempre!!!

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

VAI FICAR NA SAUDADE BENITO DI PAULA

Go back in time...

Saudades do passado... 

Vontade de voltar a ler o jornal Tribuna do Ceará (único que chegava à Sucupira no final da tarde via Rápido Mossoró) distribuido pelo tio do amigo e imortal número dois da Academia Palmense de Letras  Eliton Meneses, Valdemir... 

Aguardar com ansiedade a chegada da revista Veja (Era o jeito se informar? com ela mesa. Nem por isso fiquei doente mental) com quatro dias de atraso via correios...

Vontade de ouvir o programa o seu presente é música pela Rádio Tupinambá de Sobral AM 1560 Khtz...

Sentar nas calçadas de ouvir os senhores mais velhos dar conselhos aos jovens...

Vontade de assistir televisão em preto e branco pelas janelas dos vizinhos...

Vontade de ir dormir às oito da noite e acordar cedinho descansado...

Vontade de relaxar o corpo cansado e tirar este sufoco do peito...

Vontade de ser um ignorante, aceitar o sistema e deixar de querer ser a palmatória do mundo...

Vontade de dançar sem remorso...

Vontade de parar o mundo e descer na próxima estação...

Vontade de saltar de paraquedas já que o mundo viaja "no stop" e pousar num jardim ao lado de Fulô...

The Manhattan-Lets just kiss and say goodbye.

Gooooooool!!!!!!!!!!! O que é mesmo e o que significa isso?

Pois bem: Para quem entende muito de futebol é facim, facim, responder esta indagação. Já para mim ou seria eu, que não entendo patavas nenhuma é preciso ir buscar lá no fundo do baú uma resposta lógica para a denominação deste acontedimento futebolístico onde uma arena inteira e milhões em frente à tv, gritam nos momentos que antecede, é obrigado engolir  clique aqui para engolir o grito de gol  quando não acontece e soltar  clique aqui para soltar o grito de gol depois.

Mas estamos fugindo um pouco do assunto e não estamos respondendo a perguntinha básica título destas mal traçadas linhas, não é mesmo?

Goooool... Que palavrinha mágia é esta? 
Eu acho que é uma derivação do verbo "To go"!!!

Se o futebol foi criação dos ingleses alguém duvida disso...

Criaram o tal esporte com suas regras que era avançar sobre o compa adversário e ensacar a bola na trave. A que nome davam isso?

Que importa? Nome nenhum fora dada a este momento, apenas algum jogador com os pés ou de cabeça deveria enfrentar o jogador fixo na trave (ainda não tinha nome também para o cara era apenas o número um) e socar a bola lá. Olha a cacofonia hien?

Iniciada a partida e a plateia dividida torcendo cada qual por seu grupo, era aquela euforia quando um atacante, zagueira ou sei lá quem avançava rumo à trave sob os gritos euforicos da torcida, que se fosse no Brasil era... vai... vai.. vai... vaaaaaaaaaaiiiiii.... 

Pois bem 2: Mataram a charada? Ainda não?

Pois bem 3: Mas como não era no Brasil e sim na inglaterra o vai... vai... vai... fora trocado por. Dois pontos, abra aspas e travessão...

Pois bem 4: Go... go... go... gooooooooooooooool....

Pronto!!! Taí a explicação e definição mais que perfeita para o tão vibrado, esperado, desnorteado e tantos outros ....ados momentos do gol...

Pois bem 5: E olhe que nem entendo de futebol... Imagine se entendesse... Minino abestado eu... Não é mesmo...

Tenho dito... E sempre!!!

domingo, 22 de setembro de 2013

♥Bee Gees - tradução - Don't Forget to Remember...♥

Da série: Nelson Rodrigues Sucupirano...

Tião e Fulô
Foi, é e sempre será um caso único de amor... Platônico por assim dizer... Em tempos outros ela uma estrela carregada de brilho, meiguice, beleza e pureza impares... Ele, um louco, inconsistente, inconsequente, imprevidente e por aí vai...

Pouca coisa mudou... Somente o calendário e o temperamento dela... Se tornara mulher de temperamento forte. Como quem sabe o que quer e aonde quer chegar... Fala firme. Grita... Ofende... Às vezes com razão... Nem que seja uma razão suposta baseada em decepções pretéritas... Mas ofende... E como sabe ofender...

Ele do mesmo jeito... Continua um maluco... E por isso... sofre... sofre... e como sofre... Incompreendido...

Os dois devem sofrer... os dois...




terça-feira, 17 de setembro de 2013

Trolólós... @%&*#@!!!!

O especialista é um homem que sabe cada vez mais sobre cada vez menos, e por fim acaba sabendo tudo sobre nada.
                                                                                                       (George Bernard Shaw)
Pois bem: Sou da época em que adentrávamos à faculdade para aprendermos a fazer algo. Adquirirmos uma profissão. Fosse qual fosse a área, lá se ensinava o ofício.
Depois se o cabra quisesse uma especialização a história era outra. Aí vinha as pós, os phs e por aí vai... Dizem não sei ao certo, que daí para adiante tinha até que fazer uma tal de monografia. Não sei que diabos é isso e nem para que serve. Nada demais para um cavalo que já se encontra com os dentes a cair...
Hoje não... Hoje a história é outra... Há os aspirantes a doutores e a especialistas, que nem fizeram a matrícula no primeiro período e já iniciam a tal monografia. Dizem que é um pesadelo. Uma coisa sem fim... Uma gestação em sessenta meses... Uns dizem até que dói para daná...
É que o mercado do conhecimento está escravizando as mentes, bem e principalmente as más intencionadas...
É preciso ser especialista, mesmo que tais especializações não contribua em nada, nadica de nada, para o melhoramento da sociedade... É somente para fazer circular o vil metal de mãos, ou melhor de conta em conta... e alimentar os egos vazios que adoram encadernar diplomas e mais diplomas...
Aí depois é só sair falando difícil, mesmo que não seja intendido... Quê importa? Importa mesmo é os títulos. A começar pelo de eleitor...
E quem não entra no sistema, fica para trás... Estou na lanterna... Quê importa também... Já dizia as palavras bíblicas: "-Os últimos serão os primeiros..."
Não tenho mais saco nem paciência para esta cantinela...  Deixo a estrada livre para os dôtôres e especialistas seguirem na frente. Vou puxar minha carrocinha devagarzinho aqui na retaguarda...
Nada de frase, orações e períodos compridos e ininteligíveis. Meu público só entende o básico...
E tem mais: Não disponho de capital suficiente para adquirir tais preciosidades conhecimentórias como diria Odorico.... Fico aqui a relinchar meu protesto rudimentar... Fazer o quê?
Para morrer burro meu curso de carta de ABC e a introdução à aritimética, já é o suficiente.
Tenho dito... E sempre!!!
 

 

sábado, 14 de setembro de 2013

Como nos velhos tempos...

Ganhei a tarde de hoje trocando dois dedos de prosa como o nobre professor e memorialista Leonardo Pilda de Meneses Cavalcante, na futura sede do Centro de Memória de Coreaú.

Há lá, um mundo de coisas sobre a história de nossa Palma e de nossa gente ao longo dos séculos.

Uma coisa bem interessante me chamou a atenção: Sua simpática genitora dona Nizete, que é madrinha de minha, a dona Benó, ao saber minha procedência indagou-me: "-Não vai me tomar a benção?"

Estirei a mão à mesma e fui acolhido com uma bênção à moda antiga. Com carinho e um beijo na mão. É bonito e prazeroso vermos atitudes ainda em voga nos moldes como fomos criados. Retribui o carinho e a gentileza.

Brincamos eu e o colega Pildas sobre o futuro... O que nos espera... Ele rindo disse estar um tanto atento ao fato de a qualquer hora São Pedro pegar seu prontuário lá embaixo e aplicar-lhe o carimbo ""CASE CLOSED" ao que eu retruco: "-Que qui é isso professor? Um pacifista como o senhor não causaria a ira de Pedro... É mais fácil ele se irritar com minhas críticas e puxar o meu. Se bem que ele deve pensar duas vezes antes de assim agir, pois se de longe eu o incomodo imagine ao lado dele. É melhor ele nos deixar por aqui mesmo.


Tenho dito... E sempre!!!

Como antigamente...