Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Epístola de Tião à Fulô

                                                             Crepúsculo Perdido d.C


Eterna Fulô,


                      Saudades infinitas de um pretérito áureo ao teu lado. Como explicar? Não tenho palavras... Devaneios me surpreendem do nada e a pensar fico horas a fio sobre nós.

                      Enquanto isso o calendário deixa para trás dias e dias de tristeza e saudades. Saudades de tudo que vivemos e que não vivemos também.

                      Tudo por consequência de impensado ato de orgulho n'outrora.

                      Sem mais,

                      
                      De seu eterno e sempre,


                      Tião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário