Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

O norte que desnorteia...

Não é raro vermos e ouvirmos por ai vez em quando, ou quando em vez, como dizia a música de Gonzaguinha professões, isso mesmo eu grafei, professões, de novos convertidos e veteranos também das mais variadas crenças religiosas que isto é certo por que está escrito na bíblia ou que isto está errado por que está também escrito na bíblia.

Pois bem: É bem verdade que as escrituras ditos sagradas foram um apanhado de conselhos e regras colecionadas ao longo da caminhada humana sobre a terra. 

Mas... Eu disse: Mas...

Os grandes personagens ou profetas, como queiram, do antigo testamento, estariam mesmo transcrevendo os pensamentos e as recomendações de Deus? Deus realmente os teriam inspirado a transmitir suas verdades ao povo?

Não há dúvidas que há no Livro, bons e valiosos ensinamentos. Isso não se discute. Mas... Mas... E sendo o homem um ser falho, de posse da procuração divina para transcrever-lhe o código de boa conduta não teria desvirtuado em algumas passagens para adequar aos interesses terrenos cada qual ao seu tempo?

Jesus, o mais perfeito dos homens que nesta Terra pôs os pés,  hoje não é citado com autor de nenhum livro bíblico. E agora José? Digo.... digo... Mané?

É isso mesmo. Falam, que até existem alguns evangelhos apócrifos, escrito pelo grande meste, mas por que contrariavam interesses mundanos foram deixados de lado. Isso me deixa um tanto curioso...

Mas voltando aos que gritam aos quatro ventos que isso ou aquilo é certo ou errado e ponto final só por que está escrito na bíblia no meu modesto ponto de vista racional é um pouco passível de uma avaliação um pouco mais criteriosa.

Aos nove ou dez anos de idade li pela primeira vez a bíblia. Dispunha de tempo. Levei quase um ano para tal feito. O livro me encantou pelas historias um tanto fantasiosas. Era a minha televisão em letras. Viajei por mundos e fatos históricos e imaginários. Gostei muito. Mas achei mais prudente ser racional e ser tido apenas com um leitor precoce.

Depois já mais velho resolvi novamente reler. Desta vez com menos tempo, mas com mais juízo. O livro novamente me encantara. Primeiramente, pelos conselhos valiosos do bem viver recomendados em grande maioria pelas parábolas do Meste no Novo Testamento e segundamente pelos fantasiosos feitos de guerreiros e profetas do antigo testamento. Meus dois neurônios fervilhavam de euforia tentando entender tais fenômenos...

Terminada a leitura. Resolvi depois de um bom tempo reler. Agora com um bom atlas geográfico e histórico do lado. Era bom checar localizações, a história e outras referências para melhor entender as sagradas escrituras... E assim fiz...

O ultimo livro, o das revelações apocalípticas me fascinou. Sempre!!! Para melhor compreensão já o li por várias vezes tentando decifrar os enígmas ali contidos. O máximo que conseguir foi constatar que já estamos testemunhando o tal apocalípse. Nada demais...

Pois bem novamente: Mas se a bíblia é realmente a palavra de Deus por que tantos insistem em não praticar o que lá é ordenado e se o pratica é somente quando o que lá é ordenado os traz benefícios materiais e pessoais? Hum? Quem dos amados, estimados, idolatrados e tantos outros ...ados leitores destas mal traçadas linhas se propoem a responder?

Por que se apegam tanto a cobrar dízimos (Mc 12:17) para construção da obra de Deus por que está escrito na bíblia, mas se negam a amar ao próximo (Mt 19:19) se lá também está escrito isso? Hiem?

Parece-me que há aqui uma inversão de valores, não achas racional leitor?

Pois bem, novamente: E para tentar mostrar que a palavra de Deus fora um pouco distorcida para ser benevolente e não dizer adulterada, vamos pensar um pouco?

Para mim um mero pecador, Deus é o principio de tudo, a causa maior de todas as coisa, infinitamente bom, infinitamente justo, infinitamente misericordioso e estável, ou seja, não muda de pensamento conforme as circunstâncias.

Então por que Ele proibiria a mentira através do falso testemunho em Êxodo (20:16) e contraria esta condição posteriormente em “E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira” (2 Tessalonicenses 2:11)

Outra distorção no modesto entender deste pecador-mor sucupirano é que, que ama não teme e vice versa. Quem ama respeita e quem respeita ama. Quem teme no mínimo ignora, quando não odeia, mas o que diz o que muitos chamam a palavra de Deus?

O grande profeta Moisés entra em contradição em Deuteronômio quando manda que amemos a Deus (Dt 6:5) mas manda temer em (Dt 6:13).

É meu caro. Iam escrevendo a palavra de Deus cada um dos autores segundo seus próprios interesses.

Novamente reitero minha insistência que não dá para seguir a “palavra” ao pé da letra. Minha cabeça entra em parafuso.  Bem verdade é que por isso eu vá arder no mármore do inferno como diria o mais fervoroso defensor da palavra, mas até lá vou tentar pelo menos cumprir o que manda Mateus (19-:19). E olhe que não é fácil não viu?

Uma coisa é certa: Fazendo isso a bondade divina me compensará com o frio do mármore durante a noite. E isso já é misericórdia demais para um pecador compulsivo.

Tenho dito... E sempre!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário