Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

A falácia das falácias...

Pois bem: Aos certinhos de plantão que tecem artigos em defesa deste ou daquele outro que foge à conduta  do viver em harmonia junto da sociedade, trilhando o caminho fora de lei com a justificativa de que se assim age é por que fora vítima da sociedade, do sistema disso e daquilo outro, minha modesta opinião:

Vou logo dizendo que não concordo de maneira nenhuma e digo porque.

Conheço gente e como conheço (e nem preciso dizer que me incluo neste nada exclusivo grupo social) que não nascera em berço de ouro e nem por isso se tornaram fora da lei...

Não tivera roupas e sapatos de marca boas e caríssimas para desfilar egos vazios e nem por isso se tornaram fora da lei...

Não tivera boas escolas, e nem por isso se tornaram fora da lei...

Nâo tivera uma recheada conta bancária, e nem por isso se tornaram fora da lei...

Não frequentaram clubes sociais chiquérrimos, e nem por isso se tornaram fora da lei...

Não participaram dos grandes banquetes, e nem por isso se tornaram fora da lei...

Nâo possuíram carrões, e nem por isso se tornaram fora da lei...

Não possuíram tantas coisas que o consumismo desenfreado nos chama à usura, e nem por isso se tornaram fora da lei...

Muito pelo contrário. Por não possuírem nada destas coisas que tantos julgam ser a qualidade fim do bem viver, foram dignamente buscar outras coisas que se ao olhar comum parecem simples para eles pareciam o essencial.... o necessário...  

O quê? 

A educação... o trabalho... o ganho da vida com o suor da luta enobrecedora na oficina de lapidação da alma...

E se ao olhar atento dos que buscam a vida de aparências estes não são os vencedores, são aos olhos do Criador e mesmo ainda que pequeno, aos olhos de minúsculos grupos sociais que ainda veem o caráter, a retidão, a ética e tantos outros predicados em desusos como qualidades enobrecedoras e valiosas no ser humano.

E se o mundo está meio bagunçado e com os maiores valores em baixa é hora de mudarmos o discurso e dizermos que:

É chegado o momento de a sociedade, o estado e demais entidades cuidarem destas "vítimas" da sociedade com mais rigor e disciplina.

Melhor dizendo: Todos sabem que alguns males são tratados com medicamentos amargos... Acho que não preciso desenhar... Ou preciso?

Tenho dito...  E sempre!!!







Nenhum comentário:

Postar um comentário