Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Tempo... infinito tempo...

É a medida das desventuras por que passara e passa o coração de Tião... Lembranças pretéritas e saudades infinitas transbordam de lá... Até quando? Indaga Tião aos poucos botões de sua camisa de voltamundo surrada...

E Fulô? O que se passa naquele coração colhido por rustico jardinheiro que nunca soubera apreciar tamanha beleza e formosura?