Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

terça-feira, 25 de março de 2014

Fulô: A falta que voce me faz...

Vai matando e enfraquecendo aos poucos o sedento Tião. Como queria poder voltar e recuperar tanto tempo longe, sentir o calor de Fulô, que num pretérito distante deixara ser levado pelo vento e por rústico jardineiro insensível. Ah Fulô...  eterna, única e verdadeira... Como fazes falta ao coração sedento, ávido e carente de teus carinhos e de sua sempre pura atenção... Mesmo a certeza de uma ligação eterna não consegue entender nem compreender este exílio quase que eterno que nos fora imposto por destino cruel e concretizado pelo orgulho e imprudência de Tião na juventude desvairada e inconsequente d'outrora. Vem Fulô... vem... Seu eterno Tião esteve, está e sempre estará esperando por você...

Tiâo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário