Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Que se dane seus melindres...

Não existe coisa pior do que se balançar sobre um muro que divide o "ser e não ter" e o ter e não ser...

Pois bem: É assim que vivemos nos dias atuais. Uns choram por aqueles, outros por aquilos... Isso (estar sobre o muro para não se melar no charco polarizado) é por demais enfadonho...

O ser e não ter... Era início dos anos cinquenta quando Anastásio Somoza ditador nicaraguense desembarca no Brasil e durante uma entrevista coletiva onde um destes jornalistas que perdem o rebolado mas não a indagação fugindo das perguntas alienantes da imprensa comun quando interage com os poderosos manda esta certeira:

- Quem matou Sandino?

Somoza puto da vida e feito uma fera cutucada à distância, dar um tapa no microfone, empurra a mesa. levanta-se e responde:
 
- Mierda para usted!

O ter e não ser... Estava Assis Chateaubriand comandando a inauguração do Masp. Na plateia politicos e autoridades de todos os quilates, principalmente os de alto quilates.

Uma especial. A Duquesa de La Rochefoucauld que mesmo recebendo todas as gentis atençoes e mezuras do anfitrião se mostrava cansada e impaciente. De pé, para lá e para cá de um lado para o outro. 

Constrangido e querendo agradar  Chatô le fala: 

-Asseyez  madame?

Ela se faz de desentendida e continuou com seu frosô!!!  A cerimônia continua.

Irritado com aquilo ele se achega da duqueza, chama o redador chefe de um de  seus inúmeros jornais e diz:

-Meu filho! Como anda o seu francês?

-Afinadíssimo doutor...

-Pois então mande esta macaca sentar!!!

-Antes mesmo que o jornalista se dirigisse à convidada, a macaca, ou melhor a duqueza sentou...

É isso mesmo. Às vezes é preciso sermos precisos... Que se dane as formalidades... Os melindres...

E sentada ela ficou durante toda a cerimônia...

Mas e hoje? Hoje o politicamente correto visando assegurar o direito de minorias que já são maiorias impede a tudo e a todos se serem o que realmente são... E por isso tudo está esculhambado...

Tenta se a todo custo acertar agindo de maneira errada...

Pare o mundo que eu quero descer...

Tenho dito... E sempre!!!  E quero que seja para sempre mesmo...  Senão... Ah desculpe... Não posso ser grosseiro como Somosa...

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário