Vejam a velocidade com que os governos levam nosso suado dinheirim...

sábado, 10 de maio de 2014

Onde estás?

Numa crise incontida de um desespero ifinito, Tião adentra à mata fechada, enche o peito de ar e grita: -Fulôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôôô!!! Minha eterna, única e verdadeira Fulô. Onde estás?

Esperançoso de que o eco deste grito chegue até pertinho do céu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário